Porto Velho (RO) domingo, 25 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Sal da Terra - Por João Antonio Pagliosa



Sal da Terra

Gente de Opinião

O sal é indispensável para dar sabor aos nossos alimentos. E se ele tornar-se insípido, de nada mais serve e deve ser lançado fora. Veja Mateus 3:15.
 
Nós cristãos precisamos ser o sal da terra, precisamos ser o elemento que dá sabor as coisas e que faz a diferença para melhor, precisamos contagiar as pessoas com nossa alegria, com nosso otimismo, com nossa calma e paz de espírito. 
 
Precisamos impactar aqueles a nossa volta com a disposição de servir, de ajudar o próximo e devemos ter clara a missão de salvar vidas para o reino de Deus.
 
Como discípulos de Cristo precisamos evangelizar, isto é, levar a palavra de Deus a todas as criaturas e fazê-los compreender que todos precisam ser transformados, todos precisam deixar suas vidas de comodismo, indolência e pecado, se quiserem alcançar a vida eterna nas mansões do céu.
 
Mudar e ser radicalmente transformado sempre exigirá muito esforço, sempre exigirá de você fazer coisas que não gosta, sempre exigirá alto nível de renúncia, mas lhe trará uma recompensa que não tem preço e você sentir-se-á leve e em absoluta paz interior.
 
Como discípulos de Cristo, se de fato queremos ser convincentes no uso da palavra de Deus, deveremos ser exemplo de caráter, de honestidade, de retidão, de amor ao nosso semelhante e sempre muito alegres porque somos filhos de um Deus vivo e verdadeiro, somos reais vencedores e com o paraíso a nossa espera, não deverá haver nenhuma razão de tristeza em nossa alma.
 
Lembre-se que problemas, tribulações e dificuldades terrenas todos tem e elas são passageiras, e nunca devem perturbá-lo. Antes de incomodá-lo servem para moldar o caráter, para amadurecê-lo, para capacitá-lo, afinal Deus nos quer preparados para lidar com a dor e com o sofrimento.
 
Reflita sobre o seu momento atual e pare de viver na constante batalha entre o bem e o mal. Pare de viver entre o pecado que o seduz e o arruína e a graça que o honra e o engrandece. Pare de viver entre os prazeres da
 
carne e os prazeres e delícias verdadeiras do Espírito. Volte-se para Deus e pare de sofrer, definitivamente.
 
Volte-se para o primeiro amor e reflita sobre o imenso sacrifício de Jesus, um Deus que entrega tudo, inclusive sua vida, para que você pecador tenha a oportunidade de salvação, para que você possa viver uma eternidade de fartura e benesses, junto ao Pai.
 
Que Deus maravilhoso é este que planta um filho para colher uma família!
 
Sei que é tempo de evangelizar, tempo de jejum e oração, tempo de colocar a mão no arado.
 
Seja, pois, você também, sal da terra e luz do mundo na vida das pessoas que o rodeiam. Os céus se encherão de júbilo com o seu esforço e com a sua dedicação.


Com carinho.

João Antonio Pagliosa

Mais Sobre Opinião

A fogueira das vaidades

A fogueira das vaidades

O que até agora era bravata, “não é insulto, é o jeito dele”

O bom do silêncio

O bom do silêncio

Bolsonaro disse que não adianta exigir dele a postura de estadista, por que não é estadista.

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.