Porto Velho (RO) domingo, 29 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

Opinião: Encontro marcado



Uma prosa com Odair Cordeiro era certeza de sair da conversa mais sabedor das coisas. Ele não era unanimidade. Nem a queria. Só a quer os medíocres.

Quando cutucado, replicava na bucha, categórico.”Félas da Puta!” era um dos seus jargões prediletos.

Ledor de bons livros, sabia contar causos como ninguém. Entre um gole de cerveja e outro, rechaçava a tirania de Deus. Era um inveterado humanista.

Se hoje cometo a temeridade de escrevinhar em campanhas políticas, a culpa é dele. “Essas tuas mal traçadas linhas podem ser aproveitadas na moagem política. Um dia, quem sabe, você aprende a escrever”, brincava.

O Odair é culpado de muito mais coisa. É, por exemplo, culpado da disseminação da leitura ao doar livros a bibliotecas e instituições sociais.

Ele tinha uma ideologia para viver, e a viveu intensa e coerentemente. Tínhamos uma reunião agendada para esta sexta-feira, 17/12, Ele faltou ao encontro marcado.

Fonte: Antonio Alves
 

Mais Sobre Opinião

A cidade foi a grande ausente no debate

A cidade foi a grande ausente no debate

Se o Ibope estiver certo em sua aferição, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) vai permanecer por mais quatro anos no comando do município de Porto Velho

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Até o momento, ao que tudo indica, parece que a definição sobre quem será o próximo prefeito ou prefeita de Porto Velho é “favas contadas”. O atual

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Recebi de um amigo um vídeo em que o candidato à prefeitura de Porto Velho, Vinicius Miguel - em quem votei no primeiro turno da eleição de domingo (1

Os náufragos de 2020

Os náufragos de 2020

Não foi apenas o presidente Jair Bolsonaro que saiu perdendo nas eleições municipais de 2020. A esquerda foi massacrada nas urnas. Exemplo disso é o