Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

FALECEU O PRECURSOR DO JORNALISMO DA REDE AMAZÔNICA, RÁDIOS CAIARI E ELDORADO


 FALECEU O PRECURSOR DO JORNALISMO DA REDE AMAZÔNICA, RÁDIOS CAIARI E ELDORADO - Gente de Opinião
  Lucivaldo Souza

 

Sabemos que a partida deste mundo é algo normal. Mas não aceito por muitos. O verdadeiro sentimento neste momento é a saudade, a dor da perda. É um momento difícil para quem fica, pois, são os vivos que continuam com a consciência da existência, quanto os que partiram, deixaram tudo para trás… Mergulharam no amanhã inevitável e completamente desconhecido.FALECEU O PRECURSOR DO JORNALISMO DA REDE AMAZÔNICA, RÁDIOS CAIARI E ELDORADO - Gente de Opinião

Talvez, estejam nos olhando de onde estão, talvez não… Talvez esperem que nós mesmos encontremos as respostas para nossas perguntas e, de alguma forma, possamos compreender o que não se pode entender, pois nem tudo nesta vida é para compreendermos, por exemplo: a morte. A morte, por mais difícil que seja é apenas uma manutenção para nossa existência, ela é o topo de nossa cadeia alimentar, somos devorados a cada dia. Por isso, precisamos usar este momento como marco… Para mudanças, pois é exatamente o que está acontecendo, uma drástica mudança na vida de todos da família.

Perder alguém é sempre doloroso para aqueles que ficam. A morte também pode ser um anjo libertador da pessoa e também da família, pois quem gosta de ver alguém próximo sofrendo lentamente sem esperanças de cura? Ninguém.

Acho que é o momento de pensarmos e entendermos que a morte é mais uma passagem, um ingresso para uma nova existência, por isso nosso corpo foi feito com prazo de validade, para não corrermos o risco de passar do tempo necessário para aprendermos o que precisamos aprender, sei que neste momento, as melhores palavras seriam… Meus pêsames, contudo, precisamos entender que determinadas situações não temos como lidar…

Ninguém parte na véspera, todos temos o momento certo para seguir mais adiante, sei que às vezes, a morte não parece justa, contudo, neste mundo que vivemos, de caminhos intrincados, tudo acaba seguindo para um único e determinado ponto, agora, com certeza não saberemos o por que, é o momento de chorar, de sentir saudade, de lembrar o que foi dito e o que não foi dito, contudo, não podemos esquecer de continuar, pois, como aqueles que partiram, um dia chegará a nossa vez de embarcar.

 

FALECEU O PRECURSOR DO JORNALISMO DA REDE AMAZÔNICA, RÁDIOS CAIARI E ELDORADO - Gente de Opinião
Amizael Silva em entrevista defende o servidor público. 
Acompanhando a entrevista (em pé e de camisa branca) o Deputado Zuca Marcolino. 
Além do cinegrafista da TV Rondônia vemos ao lado Edinho Marques.  Foto: Telmo Fábio.


E também deixaremos muitas pessoas com saudade, pois como todos seres humanos, somos importantes uns para os outros, no entanto, às vezes, infelizmente esquecemos de dar o devido valor devido aos fatos que nos envolve, até o momento de partir, onde o regresso é apenas uma lacuna possibilidade, por fim… O luto de perder alguém é mais uma saudade, um momento de estar mais próximo, de falar o que se deve ou calar o que não deve dizer.

Mas, tais coisas, infelizmente acontecem para aprender, que não podemos deixar para amanhã o que podemos fazer deste momento em diante. Mas, infelizmente eu, Lucivaldo Souza, também deixei para depois o que já devia ter dito antes: O quanto eu o gostava, quanto apreço tinha por sua pessoa. Foi meu amigo de jornada, parceiro de lazer, colega de trabalho. Labutamos juntos em programas de rádios: Caiari, Eldorado e na TV Rondônia. Vivenciamos e participamos ativamente da criação desse Estado ao lado dos saudosos governadores Humberto Guedes e Jorge Teixeira. Mas, o dia de sua partida chegou. Ontem (terça-feira, 15/12/2015), por volta das 17hs, nos deixava EDWILSON BEZERRA RAPOSOEdinho Marques”. Pessoa simples, humilde, recatada, discreta, bom pai e grande amigo. Agora, fica a saudade. Vá em paz meu Amigo. Que o criador do Universo o receba na sua glória.

Agora restam apenas lembranças.

Lembranças de um tempo bom que não volta mais.

Agora tudo é saudade.

Jamais esquecerei os bons momentos que vivemos juntos.

Até mais Amigo !

Mais Sobre Opinião

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual