Domingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Opinião

Cimeira da NATO em Madrid um marco histórico da hegemonia global dos EUA + Algumas mulheres no Afeganistão podem estudar através de online


Cimeira da NATO em Madrid um marco histórico da hegemonia global dos EUA + Algumas mulheres no Afeganistão podem estudar através de online - Gente de Opinião

CIMEIRA DA NATO EM MADRID UM MARCO HISTÓRICO DA HEGEMONIA GLOBAL DOS EUA

Ponto de viragem na Europa: Venceu a Posição anglo-saxónica

Um Ocidente desafiado por valores russos e valores chineses ou desafiador daqueles, com o Novo Conceito Estratégico da NATO em Madrid (28-30.06.2022), integra-se na mesma estratégia de confrontação que tem fomentado as guerras da história ocidental ao longo do seu passado...

Vivemos no rescaldo de imperialismos e de colonialismos históricos, uma época em que o imperialismo anglo-saxónico se debate com o imperialismo Chinês surgente e com o imperialismo russo que se sente assediado e a virar-se para Ásia. A força asiática revela-se tão forte que amedronta os USA e a Europa e os leva a uma parceria ímpar, como é de concluir das resoluções tomadas na cimeira da NATO em Madrid...

A China e a Rússia ameaçam a hegemonia dominante dos USA e a NATO ameaça o surgir de novas hegemonias...

A Cimeira de Madrid revogou os seus propósitos estratégicos aprovados na Cimeira de Lisboa em 2010 onde se aspirava uma „verdadeira parceria estratégica"(1) com a Rússia.

Na cimeira de Madrid a China passa a fazer parte dos “desafios sistémicos";  na realidade a ameaça comunista que se afirmava nos inícios do séc. XX contra o Ocidente é agora transferida para a China e para a Rússia tida como a "a ameaça mais significativa e direta à segurança dos aliados"(2).

As atividades dos USA na sociedade ucraniana dos últimos 20 anos viram-se coroadas na Cimeira de Madrid ao considerar a Rússia como inimiga declarada e como tal incombinável com a “Europa”. Esta cimeira, em relação à de Lisboa implica uma grande perda para a Europa impedindo-a de se reconciliar entre si (forças da ortodoxia, do catolicismo, e do protestantismo) e de, com o tempo, estabelecer uma parceria com a Rússia no sentido da construção da “casa europeia”. Ganhou a posição anglo-saxónica sem deixar alternativa política para a Europa.

Os objectivos da NATO não são apenas de natureza militar como refere o artigo 49: “A OTAN é indispensável para a segurança euro-atlântica. Garante a nossa paz, liberdade e prosperidade. Como aliados, continuaremos unidos para defender nossa segurança, valores, e estilo de vida democrático”. Além disso alarga o seu raio de acção não só ao Atlântico, mas a todo o mundo...

No ponto 11 nomeia explicitamente a África como centro de possível intervenção...

A ideia e os valores cristãos acompanhantes dos descobrimentos é agora substituída pela ideia secular militar dos valores comuns à NATO:” Nós somos unidos por valores comuns: liberdade individual, direitos humanos, democracia e o Estado de direito” (3).

O ponto 13 da declaração da OTAN poderia interpretar-se como um aviso à Rússia e à China de não expandirem a sua influência no espaço asiático; o documento justifica, já de início uma possível intervenção em Taiwan caso a China tente anexá-lo...

Biden tinha razão ao dizer: "Putin receberá a Natoização da Europa".  Os políticos europeus deixaram-se arrastar para a guerra negligenciando a obrigação de trabalhar em benefício da Europa e das suas populações; em vez disso meteram-se numa guerra que não é sua e sobrecarrega as populações com encargos insuportáveis.

O trajecto da História tem sido determinado pela concorrência e afirmação de poderes; na lógica do poder só o futuro poderá avaliar concretamente das decisões agora tomadas pela NATO.  O Ocidente tem grande responsabilidade no sentido de não se dar início a uma cultura de maior humanização da política e da sociedade. Por enquanto a relação entre povos é determinada pela luta por assegurar o próprio domínio em zonas ricas em matérias primas.

António da Cunha Duarte Justo

Texto completo e notas em Pegadas do Tempo, https://antonio-justo.eu/?p=7672

 

ALGUMAS MULHERES NO AFEGANISTÃO PODEM ESTUDAR ATRAVÉS DE ONLINE

 

O programa “Jesuit Worldwide Learning” negociado com os Talibãs nas províncias de Bamyan, Daikindi e Ghor vem permitir que as jovens mulheres continuem os seus cursos online.

Mais de metade dos participantes são mulheres. Elas recolhem as suas tarefas no centro de aprendizagem e estudam em casa. Muitas estão mesmo inscritas em universidades internacionais, tais como a Universidade Católica de Eichstätt.

A revista Kontinente missio 6/7 2022 relata que no programa "cada um ensina um outro", os/as jovens transmitem os seus conhecimentos nas aldeias.

O Padre Peter Balleis SJ, director do programa, sublinha: "Em tempos de escuridão, os jovens precisam de um raio de esperança... e quando as escolas voltarem a abrir, os professores jovens e bem formados estarão já preparados".

António da Cunha Duarte Justo

Pegadas do Tempo, https://antonio-justo.eu/?p=7654

Gente de OpiniãoDomingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Você saber qual é o papel do vereador?

Você saber qual é o papel do vereador?

Em outubro, teremos eleição para vereador. Muitos são os pretendentes a uma vaga na Câmara Municipal de Porto Velho, mas nem todos estão verdadeiram

Vaticano trava a protestantização da igreja católica na Alemanha

Vaticano trava a protestantização da igreja católica na Alemanha

Comissão sinodal permanente pretendia o Primado político sobre o espiritualO Vaticano dirigiu uma carta dura (16.02) à Conferência Episcopal Alemã

Você acha que Porto Velho precisa de mais vereadores?

Você acha que Porto Velho precisa de mais vereadores?

A partir da próxima legislatura, ou seja, janeiro de 2025, a Câmara Municipal de Porto Velho terá vinte e três vereadores. Atualmente, a capital tem

Quem será o novo prefeito de Porto Velho?

Quem será o novo prefeito de Porto Velho?

Em outubro próximo, o portovelhense terá depositado em suas mãos o poder de escolher aquele candidato ou aquela candidata para comandar os destinos

Gente de Opinião Domingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)