Sábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Opinião

A lógica da Justiça e a lógica dos políticos



Forças políticas tentam desvirtuar a coerência na ação da Justiça Eleitoral no Estado

A Justiça sobrevive amparada na lógica. E que lógica existe em dizer que um candidato que foi vencido nas urnas conseguiu modificar o resultado das eleições? Afirmar que a publicação de matérias jornalísticas possa ter beneficiado o empresário Acir Gurgacz nas eleições de 2006 é a nova onda da combalida trupe de Expedito Júnior para tentar desequilibrar a situação política em Rondônia.

Situação que já foi desequilibrada por ele mesmo, em 2006, quando teria lançado mão de um esquema de compra de votos para se eleger. E teria tentado desequilibrar ainda mais o resultado das eleições quando, segundo investigações da Polícia Federal, já em 2007 teria engendrado um outro esquema para ameaçar testemunhas que comprovaram a sua compra de votos.

A intenção de utilizar a mídia para criar um jogo ilógico é bastante clara. E esse jogo seria pautado em fazer crer que existe a possibilidade de que o Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia possa julgar de forma ilógica e incoerente o processo que avalia se houve abuso de poder econômico nas eleições de 2006, com a publicação de matérias sobre a campanha de Acir Gurgacz ao Senado, nas páginas do Diário.

A incoerência proposta por Expedito e seus correligionários se manifesta no fato de que uma ação movida contra ele, no ano passado, pelo mesmo motivo, foi julgada improcedente. A Ação de Investigação Judicial Eleitoral nº 2778 propunha-se a avaliar se o senador cassado havia se beneficiado de matérias publicadas nos jornais Folha de Rondônia (o mesmo usado agora para essa ilógica campanha) e Estadão do Norte.

Se a Aije 2778 foi julgada improcedente, mesmo no caso de Expedito Junior ter sido eleito, por que a ação do Ministério Público Eleitoral contra Acir Gurgacz, que foi derrotado (como Expedito e sua trupe gostam tanto de dizer) haveria de ser considerada procedente?

A falta de lógica permeia os processos mentais de muitos políticos em Rondônia – que, por exemplo, acreditam que ao comprar votos vão merecer serem considerados representantes legítimos do povo. Mas essa mesma falta de lógica e incoerência não é comum nem salutar dentro de nossa Justiça. E a nossa Justiça Eleitoral já provou em duas ocasiões trabalhar dentro de linhas lógicas e coerentes, ao cassar por duas vezes seguidas (em 2007 e em 2008) o mandato de Expedito Junior no Senado.

Por ater-se à lógica e à coerência, a nossa Justiça tem mostrado saber muito bem quando se aplica, ou não, o termo "dois pesos, e duas medidas". No caso de Rondônia, tal termo tem servido muito bem para que políticos (cassados) como Expedito Júnior possam tentar ludibriar o povo. Ou seja: para tentar manter-se no Senado, Expedito tripudia das decisões do TRE-RO. Ao ver-se desesperado e prestes a perder a vaga em Brasília, o senador cassado procura pressionar a casa que o cassou a adotar posturas que não combinam com a sua seriedade tantas vezes comprovada.

Coisas de Expedito. Coisas de quem ainda não deixou cair a ficha de que suas notas de R$ 100,00 já não são capazes de comprar mais nada.

Font: José Carlos Sá

Gente de OpiniãoSábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Prometer e não cumprir é o esporte preferido de muitos políticos

Prometer e não cumprir é o esporte preferido de muitos políticos

Por mais que nos esforcemos para acreditar no que dizem alguns políticos, não adianta, com o tempo, eles próprios se encarregam de nos lembrar que f

Entre a ilusão e a realidade, brilha a verdadeira vida

Entre a ilusão e a realidade, brilha a verdadeira vida

Era uma vez uma mulher chamada Maria que passava grande parte da sua vida entre o adormecer e o acordar. Nos seus sonhos, Maria encontrava mundos

Eita, que cara sortudo esse Zé Dirceu!

Eita, que cara sortudo esse Zé Dirceu!

A persistência é uma das qualidades que eu mais admiro no ser humano. Tem gente que não desiste de jeito nenhum de lutar por seus ideiais, ainda que

Pentecostes é o Dia do Espírito Santo

Pentecostes é o Dia do Espírito Santo

Pentecostes é a festa do Espírito Santo, que em termos hodiernos se poderia também dizer que é a festa em que se celebra a proclamação da democrat

Gente de Opinião Sábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)