Porto Velho (RO) quarta-feira, 1 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Roma se prepara para dar as boas-vindas ao novo papa


Roma, 12 mar (EFE).- A cidade de Roma está se preparando para receber entre 100 mil e 200 mil fiéis e, depois, recepcionar os líderes mundiais que quiserem dar as boas-vindas ao novo papa que será eleito durante o conclave que começa nesta terça-feira.

O prefeito de Roma, Gianni Alemanno, explicou a dificuldade de organizar um evento com essas características, já que se desconhece a hora e o dia no qual a fumaça branca anunciará o novo pontífice e os fiéis irão à Praça de São Pedro
para recebê-lo.

Estará em atividade a partir de hoje um pequeno hospital de campanha nos limites da praça dotado de oito camas e duas ambulâncias. Também haverá uma equipe de 20 pessoas de prontidão no local.

No momento em que a fumaça branca sair da chaminé da Capela Sistina começará o plano desenhado para potenciar a segurança na região e nos transportes públicos rumo à Praça de São Pedro.

Assim como ocorreu nos últimos atos de Bento XVI, serão mobilizadas cerca de duas mil pessoas entre forças da ordem e voluntários.

Segundo o presidente da Associação de Hoteleiros de Roma, Giuseppe Roscioli, está prevista a "chegada de 10% mais fiéis do que o normal para esse período do ano". Ele assegurou, no entanto, que "com cerca de 100 mil leitos livres não haverá problemas".

Medidas extraordinárias serão necessárias para a cerimônia de entronização do novo pontífice, à qual estão convidados todos os chefes de Estado e de Governo.

Fonte: rádio Jovem Pan com informações da Agência EFE

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia