Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Paraguai insiste na revisão de decisões Unasul e Mercosul


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – O ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Eladio Loizaga, reiterou que o governo quer que a União de Nações Sul-Americanas (Unasul) e o Mercosul façam uma revisão das decisões tomadas no período em que o país permaneceu suspenso. O Paraguai ficou suspenso dos grupos regionais por quase 14 meses, pois os líderes políticos discordaram da forma como o então presidente Fernando Lugo foi destituído do poder.

Loizaga disse que, na última Cúpula da Unasul no Suriname, foi incluído um parágrafo na Declaração de Paramaribo que determina o direito de o Paraguai analisar todas as decisões adotadas no período em que esteve ausente dos blocos regionais.

Uma das críticas do Paraguai diz respeito ao ingresso da Venezuela no Mercosul durante o período em que ficou suspenso. Porém, no Suriname, os presidentes do Paraguai, Horacio Cartes, e da Venezuela, Nicolás Maduro, reuniram-se. O chanceler disse que no encontro foi confirmada “a normalização” das relações entre os dois países.

“Seguiremos apostando no diálogo porque há uma predisposição de todos os Estados [países] membros, tanto da Unasul quanto do Mercosul, para ir avançando”, ressaltou o chanceler.

*Com informações da agência pública de notícias do Paraguai, Ipparaguay

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia