Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Futuro político de Lugo será decidido amanhã


Carolina Pimentel
Agência Brasil

Brasília – O Senado paraguaio decide na tarde de amanhã (22) o futuro político do presidente Fernando Lugo. A partir do meio-dia, Lugo terá duas horas para apresentar sua defesa e, às 16h30 (hora local, 15h30 em Brasília), os senadores vão se pronunciar sobre o pedido de impeachment do presidente.

Ainda hoje, no início da noite, uma comissão de cinco deputados apresentará as acusações contra Lugo. O grupo terá uma uma hora e meia para se pronunciar.

Na sexta-fera, após as apresentações da defesa e da acusação, os parlamentares debaterão o pedido de impeachment e darão início à votação. Dos 45 senadores titulares, é preciso, pelo menos, 30 favoráveis à destituição do presidente da República, segundo informações divulgadas na página do Senado.

Liderada pelo opositor Partido Colorado, a Câmara dos Deputados aprovou hoje o pedido de impeachment, alegando mau desempenho do presidente diante de um conflito ocorrido sexta-feira passada (15) em um fazenda no Nordeste do país, que levou à morte de 17 pessoas, entre camponeses e policiais.

O rito de tramitação do pedido foi aprovado na tarde de hoje pelos senadores após duas horas de debate.

Assim que os deputados tomaram a decisão, Lugo fez um pronunciamento em cadeia nacional afirmando que não irá renunciar. O Paraguai está a nove meses da convocação de novas eleições gerais.
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia