Porto Velho (RO) quarta-feira, 24 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Depois do gás e petróleo, Evo Morales vai nacionalizar mineração


Agência O GloboLA PAZ - Depois do petróleo e gás, o presidente boliviano, Evo Morales, anunciou neste fim de semana a nacionalização das outras riquezas minerais do país, o que, provavelmente, deve ocorrer no dia 31 de outubro.O anúncio foi feito em meio ao atual conflito no setor, com mineiros e cooperativistas disputando as reservas de estanho de Posokoni, em Huanuni.Em discurso para camponeses de Challapata, Morales disse que depois da nacionalização das reservas de petróleo e gás, "o próximo passo são os (outros) minerais, de maneira que haverá surpresas com o estanho, a prata e o ouro".Segundo ele, esses recursos "têm que passar para as mãos do Estado sob o controle social do povo".- Esse é o próximo passo urgente a ser dado.O anúncio de Morales confirmou o discurso do ministro da Mineração, Guillermo Dalence, segundo o qual, no dia 31 de outubro o governo anunciaria uma nova política mineira.Dalence afirmara que as reservas de mineração nas mãos do Estado significam escolas, saúde e emprego, mas nas mãos dos cooperativistas seria beneficiar exclusivamente a um setor que opera sob o sistema privado.De acordo com o jornal "El Deber", Morales quer, através de uma lei, estabelecer um sistema de controle social que teria a participação de trabalhadores mineiros assalariados e representantes dos departamentos produtores.Ao anunciar as medidas, Morales estava acompanhado pelo ministro de Desenvolvimento Rural, Hugo Salvatierra, e pelo vice-presidente, Álvaro García Linera.Decisão foi tomada após conflitos entre mineiros A decisão de nacionalizar as minas foi tomada depois dos graves conflitos armados entre mineiros da Comibol - Corporação Mineira da Bolívia - no início do mês pela posse de uma jazida de estanho, que deixou mais de 15 mortos.Os mineiros de Huanuni disputam a única mina de estanho desenvolvida desde a década de 1930 e que nos últimos dez meses foi explorada por uma e outra parte de forma compartilhada, mas sempre em meio a críticas e suspeitas.Nesta segunda-feira, em Oruro, o governo e os cooperativistas mineiros farão uma reunião crucial na qual será definida a situação do distrito de Huanuni. Os cooperativistas aceitaram o chamado para a reunião, afirmando que seus atos no futuro dependerão dos resultados deste encontro.- Não estamos descartando nenhuma medida de pressão, pelo contrário, ela permanece em vigor. Na sexta-feira uma reunião estava prevista, mas fomos burlados pelo governo, já que apenas o ministro da mineração esteve presente e não apresentou propostas claras - disse Pascual Huarachi, representante da Federação Nacional de Cooperativistas Mineiros.Desde quando assumiu o governo na Bolívia, no início do ano, Morales vem avisando sobre a nacionalização dos recursos minerais da Bolívia. No caso do petróleo e gás, a nacionalização foi feita por diversos decretos presidenciais, mas até o momento, continuam as negociações com as empresas estrangeiras que têm negócios nessas área no país, entre elas a Petrobras.Em maio, ao anunciar os decretos, o governo boliviano chegou a ocupar refinarias da Petrobras com soldados em uma demonstração de poder. Desde então, a estatal brasileira vem negociando como será feita a transferências das unidades de produção para o estado boliviano e o prazo atual para a conclusão das discussões é no próximo dia 27.Além disso, o governo Morales quer aumentar os preços do gás natural exportado ao Brasil.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Suicídio: Ex-presidente do Peru morre após dar tiro na cabeça ao ser preso

Suicídio: Ex-presidente do Peru morre após dar tiro na cabeça ao ser preso

O ex-presidente do Peru Alan García morreu hoje (17) durante cirurgia, depois de dar um tiro na cabeça ao receber ordem de prisão em sua casa, no bair

Terrorismo: Ataques a duas mesquitas na Nova Zelândia deixam mortos e feridos

Terrorismo: Ataques a duas mesquitas na Nova Zelândia deixam mortos e feridos

Ataques simultâneos a duas mesquitas na cidade de Christchurch, no sul da Nova Zelândia, deixaram pelo menos 49 mortos e 48 feridos. Autoridades class

Bolsanaro inaugura sistema de telecomunicações operado pela Oi na estação brasileira na Antártica

Bolsanaro inaugura sistema de telecomunicações operado pela Oi na estação brasileira na Antártica

Em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro inaugurou hoje os novos serviços de telecomunicações da Estação Antár

Morre aos 74 anos o Fundador e Presidente da Associação Casa Família Rosetta, Padre Vincenzo Sorce.

Morre aos 74 anos o Fundador e Presidente da Associação Casa Família Rosetta, Padre Vincenzo Sorce.

A Associação Casa Família Rosetta comunica e manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento do Fundador e presidente, Padre Vincenzo Sorce. Vincen