Porto Velho (RO) sábado, 4 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Chávez está em Cuba para fazer radioterapia


Renata Giraldi
Agência Brasil

Brasília – O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, já está em Havana, Cuba, para começar um novo tratamento com radioterapia. No mês passado, ele foi submetido à segunda cirurgia para retirada de um tumor maligno, como o anterior, na região pélvica. Em campanha eleitoral pela reeleição, Chávez disse que luta “não apenas” pela vida dele, mas do “povo venezuelano”.

"Estamos prontos para a radioterapia, que se prolongará por quatro ou cinco semanas. Começaremos amanhã [domingo], em Havana, no mesmo lugar onde foi retirado o tumor e onde me fizeram as primeiras operações depois de extrair o segundo [tumor]", disse ontem (24) o presidente ao deixar Caracas, capital da Venezuela.

Em entrevista à emissora estatal de televisão, Chávez disse que se recupera de maneira positiva e que se sente bem. Além disso, segundo ele, as sessões de radioterapia são fundamentais para complementar o tratamento de combate ao câncer. No último dia 16, ele voltou à Venezuela depois de passar 21 dias em Cuba.

Em fevereiro, Chávez disse que havia sido operado de uma "reincidência" do câncer na região pélvica. De acordo com ele, sua recuperação física era "progressiva, sustentada e rápida". Católico praticante, há informações de que ele foi a Cuba também para um encontro com o papa Bento XVI, que está em visita ao país.


*Com informações da agência estatal de notícias de Cuba, Prensa Latina, e da agência pública de notícias de Portugal, Lusa // Edição: Lílian Beraldo
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia