Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

BOLÍVIA: empresas terão cinco anos para recuperar investimentos em petróleo no país


Agência O GloboRIO - O ministro de Hidrocarbonetos da Bolívia, Carlos Villegas, afirmou que as petroleiras que fizerem investimentos em exploração de campos no país terão um prazo de até cinco anos para recuperar seu dinheiro.Segundo ele, nos cinco primeiros anos, as companhias terão que pagar até 50% de participação de seus ganhos totais "na boca do poço" para recuperar custos de operação e depreciação.Haverá a recuperação permantente de custos, especialmente para quem fizer exploração. Daremos cinco anos para que elas recuperem seus investimentos- Haverá a recuperação permantente de custos, especialmente para quem fizer exploração. Daremos cinco anos para que elas recuperem seus investimentos - disse.Segundo ele, durante este período, existirão faixas na distribuição de recursos. A primeira contempla 50% dos ganhos fixos para o estado (32% de imposto direto e 18% sobre os lucros). A segunda é de recuperação de custos da empresa. A terceira corresponde ao ganho das empresas petroleiras e à participação da estatal boliviana YPFB. As duas últimas são variáveis e somam 50%.- Suponhamos que seja uma empresa que faça exploração no país, quero dizer, que invista na descoberta de reservas e que declare a comercialidade de um campo. Neste momento em que ela produz e vende tem que recuperar seus gastos. vamos dar, no caso da exploração, a faixa dois e a faixa 3. Isto quer dizer que 50% irá para impostos e para o imposto direto. Os 50% restantes irão para a recuperação dos investimentos e para os lucros.A terceira faixa, de acordo com o ministro, também varia de acordo com o preço do gás. Para cada uma das empresas foi estabelecido um preço mínimo e uma fórmula que permita que a YPFB tenha uma maior participação. Se o preço for maior que o mínimo de US$ 2,5 por milhão de BTU, a estatal de petróleo terá um lucro maior.As informações são do jornal boliviano La Razón.Nesta terça-feira, o presidente da Bolívia, Evo Morales, confirmou que o país irá reembolsar as empresas que atuam no país, como a Petrobras, pela tomada de seus investimentos. A estatal brasileira teve que entregar suas duas refinarias para a YPFB.Em tom de brincadeira, no entanto, Morales disse que, se fosse no Brasil, daria as refinarias de presente ao governo. A estimativa da Petrobras é de que a empresa passará a ter um lucro de 15% com seus negócios na Bolívia.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Latuff mostra a nova face dos EUA

Latuff mostra a nova face dos EUA

O chargista Carlos Latuf fez uma ilustração mostrando crianças dentro de uma jaula, em referência à política "tolerância zero" do governo dos Estados

EUA: 49 crianças brasileiras estão em abrigos separadas dos pais

EUA: 49 crianças brasileiras estão em abrigos separadas dos pais

A informação é do cônsul-geral adjunto do Brasil em Houston, Felipe Santarosa, que concedeu entrevista exclusiva à Empresa Brasil de Comunicação (EBC)

Papa detona Trump e condena separação de famílias de imigrantes

Papa detona Trump e condena separação de famílias de imigrantes

O papa Francisco criticou a política de separação de famílias imigrantes na fronteira dos EUA com o México do governo Donald Trump

Alemanha, França e Itália condenam ex-ministros por irregularidades

Na história recente da Europa, há uma série de casos de corrupção envolvendo políticos que resultaram em condenações e prisões.