Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Às vésperas do prazo final, Síria entrega inventário de armas químicas


Karine Melo*
Agência Brasil

Brasília – A Síria concluiu neste sábado (21) a entrega da lista de armas químicas à Organização para a Proibição das Armas Químicas. O prazo para que Bashar Al Assad fornecesse o levantamento completo terminava hoje.

A entrega da lista faz parte do acordo entre russos e americanos para o desmantelamento do arsenal químico sírio assinado em Genebra, na Suíça, no dia 14 de setembro. O acerto prevê que a Síria entregue todas as armas químicas para serem destruídas até julho de 2014.

O entendimento foi alcançado no momento em que os norte-americanos ameaçavam uma ação militar, em resposta ao ataque químico de 21 de agosto, que deixou mais de mil mortos perto de Damasco.

A organização adiou a reunião prevista para amanhã, domingo, marcada estudar o início do programa de destruição de armas e o pedido de adesão da Síria à Convenção de 1993 sobre a proibição total do arsenal químicas.

Os conflitos na Síria duram dois anos e meio e mais de 100 mil pessoas morreram. A estimativa é que existam cerca de 2 milhões de refugiados em países vizinhos – Jordânia, Turquia e Líbano.

* Com informações da Agência Lusa

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia