Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

A lendária cantora argentina Mercedes Sosa faleceu hoje (04) aos 74 anos



BBC Brasil

A lendária cantora argentina Mercedes Sosa faleceu hoje (04), informaram os familiares. Ela tinha 74 anos. "Nesta data, na cidade de Buenos Aires, Argentina, temos que informar que a senhora Mercedes Sosa, a maior artista da música popular latino-americana, nos deixou", diz um comunicado entregue pela família da cantora a jornalistas que estavam na frente da clínica Sanatório de la Trinidad, no bairro portenho de Palermo.

"Uma mulher maravilhosa nos deixou" disse o sobrinho da cantora, "Cuqui" Sosa. Segundo ele, o corpo da cantora será velado no Congresso argentino. Até agora, não existe boletim médico sobre a morte de Mercedes Sosa, cujo óbito aconteceu pouco após 5h da manhã deste domingo.

O último boletim de sábado à noite dizia que a saúde da cantora seguia muito grave e com deterioração das funções orgânicas. Os médicos também ressaltaram que ela continuava em coma e com assistência respiratória mecânica. Na noite da sexta-feira, o sacerdote Luis Farinello havia dado a extrema-unção à cantora. 

"La Negra" Sosa ficou conhecida em todo o mundo por suas gravações de músicas folclóricas e populares da Argentina e outros países da América Latina e ficou internada na UTI por semanas.

A morte de Mercedes Sosa mobilizou a Argentina neste domingo. Todos os canais de televisão passaram a transmitir shows dela.

"Mãe amada e amorosa, mulher da América ferida, a sua canção nos dá asas e faz com que a pátria toda, encolhida e desolada, ainda não morra, porque sempre cantarás nas nossas almas", afirmou a cantora Teresa Parodi, amiga de Sosa.

Velório no Congresso

Outro artista e amigo de Mercedes Sosa, Juan Carlos Saravia, disse que a notícia era esperada, mas "quando chega é muito triste".

Os restos mortais da cantora vão ser velados a partir de meio dia em Buenos Aires, na sede do Congreso Nacional.

Sosa enfrentou censura e perseguição na década de 1970, durante a ditadura militar argentina, quando os seus discos, carregados de conteúdo social, se transformaram em referência contra o regime.

O seu último álbum, duplo, lançado no início do ano, foi indicado a três prêmios Grammy Latino (álbum do ano, melhor capa e melhor álbum de folclore) .

O disco Cantora 1 é uma coleção de canções populares gravadas em duetos com artistas como Caetano Veloso, Jorge Drexler, Shakira e Joan Manuel Serrat.

Entre os compositores que interpretou estão Charly García, Alejandro Lerner, Atahualpa Yupanqui, León Gieco, Fito Páez e Silvio Rodríguez.

Nesta semana, depois que a saúde de Mercedes Sosa se deteriorou mais, o site da cantora foi inundado por mensagens desejando-lhe melhoras.

Também foi montada uma vigíla na porta da clínica em que a cantora estava internada. 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia