Porto Velho (RO) domingo, 23 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Varredura do Incra mapeia 1 milhão de hectares na Amazônia


 

O Incra varreu mais de 1 milhão de hectares da Amazônia em um mês. No início de agosto, completou a gleba Curuá, um dos oito focos da operação fundiária no perímetro da BR-163. Até dezembro, terá varrido os 3 milhões de hectares previstos para esta ação. A expectativa é regularizar 3 mil imóveis em quatro grandes municípios do Pará – Novo Progresso, Altamira, Trairão e Itaituba.

Nesta primeira fase, o Incra fez o levantamento ocupacional de 1.111 imóveis. Mais de 800 só na gleba Curuá. Isso significa entrar na posse, conversar com as famílias, checar se há algum tipo de documentação da terra e há quanto tempo moram ali.
Os paranaenses Ana e João Oderdenge estão há 30 anos no município de Novo Progresso. O casal foi um dos posseiros visitados pelo Incra. Dona Ana e seu João vão receber o título definitivo da terra e ampliar a produção de leite e mel. "Vamos adquirir mais vacas leiteiras e colméias", afirma seu  João. 

A gleba Curuaés tem 1,9 milhão de hectares e lá também já está terminando o levantamento ocupacional.  Faltam 25% dos 556 mil hectares em que o Incra precisa entrar. O restante são áreas já destinadas para unidades de conservação e reservas indígenas. A meta é entregar ao Exército o levantamento total da gleba até o final de setembro.

O Exército também está em campo. E já devolveu ao Incra 52 peças técnicas. Ali, constam planta georreferenciada do imóvel, dados de GPS e as coordenadas reais do imóvel, além de memorial descritivo. Com essas informações, o Incra pode começar a terceira fase da operação, a vistoria rural.

A coordenadora geral da ação pelo Incra, Silvana Silveira, explica que na vistoria se observam o tipo de exploração da terra, a produção do imóvel e o respeito à reserva legal. "A previsão é começar a vistoria em dez dias", explica Silvana.

Dinamização do trabalho

A partir da próxima semana, o Exército vai triplicar a capacidade operacional dos topógrafos. Mais 20 viaturas vão chegar às três bases da BR-163. Serão oito equipes em campo em Novo Progresso, e outras oito em Castelo dos Sonhos, distrito de Altamira. Em Juriti Velho, seis equipes poderão medir o perímetro das glebas.

Hoje, em Novo Progresso, três viaturas são utilizadas nas visitas às posses. O topógrafo Alves Rocha é o coordenador do planejamento de campo e um dos responsáveis por preparar as peças técnicas que são encaminhadas ao Incra para a vistoria rural.  Ele conta que, com as três viaturas, os oito homens em campo marcam 16 imóveis por dia. "Vamos poder multiplicar esse número por três", comemora.

Fonte: MDA

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat