Porto Velho (RO) terça-feira, 18 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Ufam entrega Estudo de Impacto Ambiental de obras da BR-319


  
 

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) entrega hoje (12), ao Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (Dnit), em Brasília, o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) das obras de recuperação da rodovia BR-319 (Manaus-Porto Velho).

O coordenador dos estudos, Carlos Edwar de Freitas, que está em Brasília para entregar a versão final do EIA ao Dnit, disse que o estudo precisou de complementação, depois que o Ministério do Meio Ambiente (MMA) exigiu um diagnóstico da fauna e a da flora existente no trecho da rodovia entre os quilômetros 250 e 655, que atualmente é intrafegável.

Estudos sobre impáctos ambientais da BR 319

Depois de analisar as informações, o Dnit, órgão ligado ao Ministério dos Transportes (MT), deverá protocolar o relatório junto ao INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), órgão responsável pela concessão da licença ambiental da obra.

- Este trabalho foi uma verdadeira operação de guerra.  Pesquisávamos sob chuva intensa e precisávamos de um grande apoio logístico, que incluía helicópteros e caminhonetes para trazer as amostras até o laboratório em Manaus, mas o resultado foi satisfatório - ressaltou o pesquisador de fauna, Vinicius Carvalho, que participou das pesquisas de campo.


Resultados


O estudo reafirmou a necessidade de criação e manutenção de unidades de conservação ao longo da rodovia para evitar o aumento do desmatamento na região, como já havia sido anunciado pelo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc.  De acordo com o coordenador do EIA, também será preciso intensificar as ações de fiscalização ambiental na área.

- Agora, vamos esperar a licença prévia, que irá determinar as datas das audiências públicas nas áreas de influência da rodovia, onde vamos apresentar o estudo à comunidade - explicou Carlos Edwar de Freitas.

Ele adiantou que as audiências deverão ser realizadas em todos os municípios que serão cortados pela rodovia, como Humaitá, Careiro Castanho e Manaus, cidades no Amazonas, e Porto Velho, em Rondônia.

Na semana passada, o Ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, afirmou que o IBAMA tem até o dia 30 de abril para manifestação definitiva sobre a concessão da licença prévia para as obras.  "Essa é, sem dúvida, a obra mais difícil de realizar, dentre as mais de mil que estamos fazendo atualmente.  Já gerou muita confusão e desentendimento, mas com a colaboração de todos deve ser inaugurada até o início de 2011", comentou.

Fonte:Portal Amazônia

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat