Porto Velho (RO) sexta-feira, 24 de maio de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Trashtag Challenge: Faculdade desafia alunos, egressos e colaboradores a transformarem a capital


Trashtag Challenge: Faculdade desafia alunos, egressos e colaboradores a transformarem a capital  - Gente de Opinião

A FARO aderiu ao Trashtag Challenge (Desafio do Lixo), instigando os acadêmicos a participarem de um ato em prol da conscientização e preservação ambiental. A ação tem repercutido nas redes sociais, já que impacto ambiental é bem positivo. O objetivo da IES é fazer com que o desafio se propague, de curso para curso, estimulando toda a comunidade acadêmica, quiçá outras pessoas pela cidade.


Na última quinta-feira, dia 18 de abrilos integrantes da Júris Júnior (Empresa Júnior de Direito) realizaram o 3° Desafio do Lixo FARO. Na oportunidade, a equipe de apoio levou os alunos até a Rua João Paulo I, na Zona Sul de Porto Velho, onde foi feita uma limpeza significativa. O ponto escolhido para a ação estava tomado por lixo residencial e até resto de móveis foram encontrados.




Mas não para por aí! Vem aí o 4º Desafio do Lixo FARO, que será realizado por egressos da Instituição e colaboradores. Todas as informações serão divulgadas pelas redes sociais da IES.


As ações anteriores 

A primeira edição do Desafio aconteceu no dia 23 de março, quando os integrantes das Atléticas Invicta e Suprema aceitaram o Desafio do Lixo, proposto pela FARO. A equipe de apoio da IES levou os acadêmicos até a Gruta Azul, em Porto Velho e eles fizeram uma limpeza no local. Havia muito lixo espalhado pelo chão. A turma encontrou até utensílios domésticos poluindo uma área natural, que deveria ser preservada pelo ser humano. Para propagar a importância da consciência ambiental, as atléticas lançaram o desafio para a CONSULNORT.




O segundo Desafio aconteceu no dia 06 de abril, com a equipe da CONSULNORT, que topou participar e mostrou que o mundo pode ser um lugar melhor. Dessa vez, os acadêmicos e docentes foram levados até a Ponte do Rio Madeira, onde limparam as duas cabeceiras e recolheram uma quantidade enorme de lixo.




As duas primeiras ações contaram com a participação do casal de fotógrafos Leonardo e Carolina Dall'Igna, prestando serviço voluntário em solidariedade à causa. Foram instadas ainda placas de madeira com frases de conscientização, com o objetivo de fazer com que as pessoas repensem o ato de descartar o lixo de suas casas em lugares públicos, tornando-os poluídos, já que a cidade possui seu próprio sistema de coleta. Se cada um fizer a sua parte, o mundo pode ser um lugar melhor.


Confira as galerias de fotos dos desafios realizados: 

Clique aqui e conheça um pouco mais sobre essa instituição que está desafiando de maneira positiva os jovens a transformarem a cidade de Porto Velho. E se você quiser ler conteúdos interessantes sobre carreiras, vestibular, entre outros assuntos, acesse o Blog. 


Mais Sobre Meio Ambiente

ABELHAS: Três motivos para começar a criar nativas sem ferrão

ABELHAS: Três motivos para começar a criar nativas sem ferrão

A criação de abelhas nativas sem ferrão oferece uma série de benefícios ao produtor, que pode utilizar de seus produtos (mel, pólen e própolis) e simu

Escola Cora Coralina é escolhida pela FSP para receber curso de Boas Práticas em Ambientes de Manipulação de alimentos

Escola Cora Coralina é escolhida pela FSP para receber curso de Boas Práticas em Ambientes de Manipulação de alimentos

A escola municipal Cora Coralina de Rolim de Moura (RO) foi escolhida pela Faculdade São Paulo (FSP) para receber uma palestra (método de avaliação

Hidrelétrica Santo Antônio doa resíduos recicláveis para cooperativas

Hidrelétrica Santo Antônio doa resíduos recicláveis para cooperativas

Hoje, 17 de maio, é o Dia Mundial da Reciclagem. Atenta à importância do tema, a Hidrelétrica Santo Antônio firmou uma parceria com a Prefeitura de Po

Rondônia: Projeto inédito de compensação de carbono leva melhorias socioambientais à comunidade extrativista

Rondônia: Projeto inédito de compensação de carbono leva melhorias socioambientais à comunidade extrativista

É possível viver em harmonia em comunidade e com o meio ambiente. A afirmação é de José Pinheiro Borges, presidente da Associação de Moradores da Rese