Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Temporal atinge interior de Rondônia na madrugada


Chuvas fortes acompanhadas de muitas trovoadas adentraram pela madrugada nas regiões de Buritis e Alta Floresta d' Oeste provocando transtornos à população local.

Daniel Panobianco - O tempo severo voltou ao Estado de Rondônia nas últimas horas. Desde o inicio da madrugada desta quarta-feira, intensas células de convecção profunda provocaram muita chuva com expressiva atividade elétrica (raios) em pontos por demais localizados no interior do Estado. Em algumas cidades houve falta de energia elétrica, devido a constante queda de raios nas PCHs (Pequenas Centrais Elétricas). Apesar da falta de eletricidade, não há informações de vitimas ocasionadas pelos raios.

A primeira célula de tempestade ganhou força pouco depois das 02 horas (local) na região de Buritis, centro-norte do Estado. No interior do município e na divisa com Ariquemes e Alto Paraíso, a chuva apresentou caráter extremo a severo, com precipitação superior a 50 milímetros por hora, assim como confirmam os dados do hidroestimador de precipitação do CPTEC/INPE. Além da grande quantidade de chuva, ventos fortes e muitos raios assolaram a região até às 04 horas ininterruptamente.

Pouco depois das 03h30min, o tempo também fechou por completo na região de Alta Floresta d' Oeste, centro-oeste rondoniense. A chuva, também extremamente localizada, porém severa, causou alagamentos entre os municípios de Alta Floresta d' Oeste, Santa Luzia do Oeste e Alto Alegre do Parecis. Nessa tempestade, também foi relatada e comprovada pelos sensores de detecção, grande incidência de raios entre as 03h30min e 04 horas.

Na capital a chuva também caiu, embora com fraca intensidade. Os dados de METAR do aeroporto Governador Jorge Teixeira indicaram por quase 5 horas seguidas, trovoadas na vizinhança. Por muito pouco, a capital de Rondônia não registrou a "tempestade do ano". Uma intensa célula de convecção profunda esteve presente por duas horas seguidas no sul do Amazonas, entre Porto Velho e Humaitá, com núcleo de mais de 100 km de extensão, cuja precipitação enfocada ultrapassou os 50 mm/h.

Outras trovoadas ocorreram por horas seguidas nas regiões de Cacoal e Ji-Paraná, na divisa com o Estado de Mato Grosso. Entre outubro e novembro, mais da metade das tempestades observadas em Rondônia ocorrem no período da madrugada, sempre acompanhadas de muitos raios e por vezes, ventos fortes e granizo.

Fonte: Daniel Panobianco

Gente de OpiniãoTerça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

EcoCast: série especial discute os desafios e oportunidades do mercado de carbono no Brasil

EcoCast: série especial discute os desafios e oportunidades do mercado de carbono no Brasil

Você sabe o que são os famosos créditos de carbono? E como eles funcionam, você sabe? Na série especial “Carbono: desafios e oportunidades” recebemos

Inovação e Sustentabilidade em Rondônia: UNIR e Eletrogoes Avançam na Pesquisa Florestal

Inovação e Sustentabilidade em Rondônia: UNIR e Eletrogoes Avançam na Pesquisa Florestal

O Grupo de Pesquisa de Recuperação de Ecossistemas e Produção Florestal, coordenado pelas Dra. Kenia Michele de Quadros e Dra. Karen Janones da Roch

Pesquisa estuda folha da Amazônia para substituição do mercúrio na extração de ouro

Pesquisa estuda folha da Amazônia para substituição do mercúrio na extração de ouro

Pau-de-balsa é uma espécie florestal nativa da Amazônia e já é utilizada de forma artesanal na Colômbia para extração de ouro.Agora, cinco instituiçõ

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Gente de Opinião Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)