Porto Velho (RO) domingo, 17 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Stephanes defende que Brasil produza o que consome de trigo



Danilo Macedo
Agência Brasil 

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, disse que o governo precisa decidir, no início do próximo ano, se o Brasil deve ou não ser autossuficiente na produção de trigo. Para ele, a autossuficiência é uma questão estratégica e uma forma de equilíbrio para muitos produtores, principalmente os de milho e soja, maiores lavouras do país, que cultivam trigo em suas terras no inverno.

“Isso mantém um equilíbrio para continuarem produzindo e também mantém empregos, evitando aquele problema de várias regiões do Brasil, que empregam na safra e desempregam na entressafra, e mantendo a economia de milhares de municípios”, afirmou à Agência Brasil.

Para incentivar o aumento da produção, que em 2009 foi de 5 milhões de toneladas, o ministro disse que é preciso adotar uma política de médio e longo prazos. O consumo anual de trigo no país é de aproximadamente 10,5 milhões de toneladas, o dobro do que é produzido. “Temos que evitar a importação de trigo que vem subsidiado dos Estados Unidos e do Canadá, em momentos prévios à nossa safra porque, aí, os moinhos estocam e pressionam os preços para baixo”, afirmou.

Além disso, Stephanes disse que é preciso definir melhor o acordo de importação da Argentina, para evitar que o trigo de lá chegue ao Brasil na época da colheita. Por estar dentro do Mercosul, o trigo argentino não é taxado quando entra no Brasil. O cereal de outros países fora do bloco de integração econômica, como Estados Unidos e Canadá, entra no país com taxa de 10%, referente à Tarifa Externa Comum (TEC).

O Ministério da Agricultura, entretanto, já levou uma proposta de aumento da TEC para 35% à Câmara de Comércio Exterior (Camex), que está analisando os impactos que a medida pode ter no preço final do pão, que acaba interferindo na inflação. De acordo com Stephanes, se o Brasil se decidir pela autossuficiência, no próximo plano safra aparecerão novidades para incentivar a produção de trigo, como a redução nos juros dos financiamentos para a atividade.

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir