Porto Velho (RO) sábado, 4 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Sociedade deve apoiar preservação da Amazônia


Preservação da Amazônia deve contar com apoio de governos e da sociedade, defende especialista

Camila Vassalo
Agência Brasil


Brasília - Nove organizações não-governamentais (ONGs) buscam apoio e envolvimento dos governos estaduais e municipais para reduzir o desmatamento florestal, até atingir a conservação total da floresta amazônica. A iniciativa acontece por meio do Pacto Nacional pela Valorização da Floresta e pelo Fim do Desmatamento na Amazônia, lançado essa semana na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados.

Para se conseguir esse objetivo, a proposta se baseia em três eixos: valorizar economicamente as florestas, recuperar áreas desmatadas e controlar o desmatamento ilegal. A idéia é utilizar recursos públicos, recursos externos provenientes do mercado de carbono e de empresas nacionais e investidores.

A coordenadora do Instituto Socioambiental (ISA), uma das ONGs que participaram do Pacto, Adriana Ramos, explica que a idéia é trazer para esse processo atores sociais que não estão diretamente comprometidos com a redução do desmatamento.

“Hoje nós temos uma ação muito grande do governo federal por meio do Plano de Prevenção e Combate ao Desmatamento na Amazônia, mas não temos, por exemplo, um envolvimento mais sério e um comprometimento tão grande dos estados, dos governos estaduais ou municipais. Da mesma forma temos uma participação grande das populações extrativistas e indígenas na conservação, mas por outro lado não temos o comprometimento dos produtores rurais em contribuir também com a conservação”, explica.

De acordo com Instituto Socioambiental, o processo de conscientização da opinião pública deve ser trabalhado no âmbito de atuação das próprias entidades ambientalistas e movimentos sociais, com participação da própria imprensa. Segundo o ISA, a idéia é ampliar o processo de conscientização pública, mobilizar a sociedade brasileira para que as pessoas que vivem, por exemplo, em São Paulo, passem a reconhecer a importância da valorização da floresta e sejam mais criteriosas ao consumir produtos que venham das áreas florestais. Dessa forma, defende a organização, estarão contribuindo para diminuir o desperdício de matéria prima e de recursos naturais.

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre