Porto Velho (RO) terça-feira, 7 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Sobe para 13 o nº de mortos no naufrágio do rio Amazonas


Amanda Mota
Agência Brasil


Manaus - O comandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas, coronel Antônio Dias, informou hoje (22) que chega a 13 o número de mortos no acidente ocorrido com o barco Almirante Monteiro, nas proximidades da Vila Novo Remanso, localizada a cerca de 90 quilômetros de Manaus. Segundo Dias, as buscas foram retomadas às 6h, porque pelo menos duas pessoas ainda podem estar desaparecidas.

"O número de desaparecidos não está confirmado porque os documentos que registram o quantitativo de passageiros embarcados ao longo da viagem se perderam no momento do naufrágio. Mas, ao que tudo indica, de duas a seis pessoas ainda podem ser encontradas nessa operação conjunta de resgate que está sendo realizada pela Marinha, Bombeiros e Polícias Civil e Militar", disse o comandante dos Bombeiros.

A expectativa é que os trabalhos de busca prossigam ao longo do dia. "É nesse tempo, por volta de 48 horas após o acidente, que os corpos devem começar a boiar e isso pode facilitar a localização. O clima na área continua bom e isso também tem nos ajudado. As buscas só serão interrompidas quando localizarmos os outros passageiros ou no fim do dia, quando a visibilidade fica prejudicada pela noite", disse Dias.

Dos 13 corpos localizados no Rio Amazonas, sete são de crianças, quatro de mulheres e dois de homens. Dos 92 sobreviventes, 20 já retornaram para Alenquer (PA). Os demais chegaram a Manaus no fim da tarde de ontem (21). A maior parte foi encaminhada para suas residências e casas de parentes.

Quatro deles estão abrigados na Casa do Imigrante de Manaus e dois foram levados a um hospital local com os braços quebrados. A Secretaria de Assistência Social do Amazonas reforçou a equipe de apoio preparada para receber os sobreviventes e enviou ao local psicólogos e assistentes sociais para conversar com as vítimas.

No acidente, ocorrido na noite da última quarta-feira (20), o barco Almirante Monteiro chocou-se com uma balsa ainda não identificada que navegava em sentido oposto. No momento, a balsa rasgou a lateral direita do barco, provocando a entrada de água e o desequilíbrio da embarcação.

"Foi justamente em função da entrada de água que o barco perdeu sua estabilidade e começou a afundar", explicou o chefe dos Bombeiros. Os ocupantes da balsa não pararam para prestar socorro e fugiram do local. As vítimas foram socorridas por uma equipe da Polícia Civil do Amazonas que estava em missão na área na hora do acidente.


 

Mais Sobre Meio Ambiente

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), encerrou nesta segunda feira (06), as atividades no lixão munic

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto