Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Semagric apoia Projeto de Manejo do Jacaré


 
O secretário municipal de Agricultura, José Wildes e sua equipe estiveram, no último dia 17, na Reserva Extrativista do Lago do Cuniã, no distrito de São Carlos em Porto Velho para participar da Assembleia de Criação da Cooperativa do Cuniã, onde será desenvolvido o Projeto de Manejo do Jacaré, que visa o beneficiamento da carne e do couro do Jacaré e a comercialização dos produtos na Reserva e em todo o Município. Segundo Wildes, o projeto de manejo do Jacaré é conseqüência de uma preocupação por parte das autoridades e moradores da região, após vários acidentes envolvendo esses animais que vitimaram principalmente crianças.

O secretário explica que o projeto do Entreposto de Jacaré do Cuniã foi desenvolvido pela comunidade do lago, que conta com cerca de 400 pessoas, sendo que o prédio do frigorífico foi construído pela concessionária Santo Antônio Energia, como parte das compensações sociais pela construção da usina hidrelétrica. “O projeto tem o acompanhamento de vistoria e inspeção do Sistema de Inspeção Municipal (SIM) desenvolvido pela Semagric. São vistoriadas todas as instalações do Entreposto, que devem seguir as normas Industrial e Sanitária da Inspeção Municipal de Produtos de origem animal de Porto Velho, previsto na Lei nº 8.634 de 10 de Julho de 2002”, enfatizou.

O Manejo

O projeto de manejo da Reserva Cuniã, foi desenvolvido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) que é responsável pela administração das 59 Reservas Extrativistas federais, que ocupam uma área de cerca de 10 milhões de hectares, em 17 estados brasileiros. O Plano de Manejo é o principal instrumento de gestão das Reservas Extrativistas, definindo sua estrutura física e de administração, as normas de uso da área e de manejo dos recursos naturais, o zoneamento para definição de áreas de moradia, pesca, produção, extrativismo e preservação, além dos programas de sustentabilidade ambiental e sócio-econômica. Sua elaboração é realizada em conjunto com a população tradicional da localidade e parceiros institucionais.

Geração de Emprego

Esse entreposto de Jacaré é o primeiro em uma Reserva Extrativista no Brasil. “Além de controlar a população de jacarés, o projeto também vai contribuir com a geração de emprego para aquela comunidade que poderá melhorar consideravelmente sua renda”, disse. Ainda de acordo com o secretário, a carne deste animal é bem cotada no mercado com preço que varia de R$ 25,00 a R$ 50,00 o quilo, dependendo do corte, e o couro “natural” está cotado em R$ 4,00 o cm. As espécies de Jacaré, que serão abatidas são: Jacaré-Açu (Melanosuchus niger) e Jacaretinga (Caiman crocodilus).

O abatedouro gerará 23 empregos diretos. O treinamento destes trabalhadores, todos moradores da comunidade, ficou a cargo do Instituto Chico Mendes. Toda a capacitação aconteceu no Entreposto de abate em Cáceres - Mato Grosso. Agora eles estão aptos a capturar, abater, com o aproveitamento de todo o animal, como também a transportar todo o produto. A capacidade de abate será de até 3.600 animais/ano. “ E com o trabalho de inspeção do Sim será possível levar à mesa do consumidor um alimento de qualidade e segurança para a população”, disse o secretário.

Fonte: Meiry Santos

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir