Porto Velho (RO) domingo, 29 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Segunda friagem do ano deve atingir Rondônia na próxima segunda-feira


O segundo pulso de ar frio atingirá com mais intensidade o sul da Amazônia, mas ainda não provocará queda brusca nos termômetros no norte rondoniense, região de Porto Velho.

Daniel Panobianco – O corredor de ar frio está aberto na América do Sul. Há uma semana, o primeiro evento de friagem foi registrado no sul da Amazônia que, embora de fraca intensidade e quase imperceptível, foi responsável pela secura no ar dos dias seguintes. 

Normalmente, os dois, três primeiros eventos de friagem em Rondônia chegam com muita carga de umidade, onde chove bastante pra depois esfriar. Isso aconteceu nos últimos 9 anos consecutivamente, mas agora em 2008, a chuva não apareceu e logo o ar seco se instalou, talvez um aviso de como será o período da seca este ano na região. 

O segundo pulso de ar frio é mais forte e totalmente continental, ou seja, vem com escoamento direto pelo continente ao longo da Cordilheira dos Andes e por isso tem energia suficiente para atingir latitudes menores, como no caso os Estados das Regiões Centro-Oeste e o sul da Região Norte, como Rondônia e Acre. 

Segundo as previsões do CPTEC/INPE (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos) do (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a próxima massa de ar frio é intensa para esta época do ano e poderá, inclusive, provocar geada nas regiões de serra do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. 

Como o campo de geopotencial, uma das variáveis cruciais para se determinar a intensidade e nível de propagação da massa de ar frio, está intenso, a expectativa, assim como mostram os modelos numéricos, também é de queda de temperatura em Rondônia, o que configuraria o segundo episódio de friagem de 2008 na região. 

A queda de temperatura já é esperada para a segunda metade do dia na próxima segunda-feira, 14, no sul e oeste do Estado. Como todo evento de friagem em Rondônia, a expectativa é de ventos fortes nas regiões de Vilhena e Costa Marques até o inicio da noite. 

Os modelos projetam queda de temperatura já na terça-feira no restante do Estado, sobre as regiões de Cacoal, Pimenta Bueno, Rolim de Moura, Ji-Paraná, Jaru, Ariquemes e Guajará-Mirim. Em Porto Velho, a queda de temperatura será inóspita, mas o vento, que passará a soprar do quadrante sul, trará a sensação de um ar mais fresco, mas ainda não será possível sentir frio propriamente dito na capital do calor tórrido. 

Alguns dados de rodadas numéricas disponíveis na internet enfocam mínimas de até 14°C nas regiões de Vilhena, Pimenteiras do Oeste e Costa Marques e entre 16°C e 18°C nas demais áreas. Em Porto Velho, por enquanto, não há simulações computadorizadas enfocando mínimas abaixo de 19°C. A friagem será notória pelas máximas registradas tanto na terça como na quarta, dias 15 e 16. 

Devido à cobertura de nuvens baixas e o vento de sul constante, as temperaturas durante o dia, principalmente no período da tarde, devem ser as menores deste ano, por enquanto. 

Na quinta-feira, o tempo já deve melhorar e as temperaturas voltam a subir gradativamente, principalmente as máximas.

Dados: CPTEC/INPE – Wyoming – NCEP
Fonte: AMAZONIAOVIVO.COM

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre