Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Secretário da ONU alerta para a savanização da Amazônia


Floresta foi citada no Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas como vítima do aquecimento global

Ao participar da divulgação do relatório-síntese na última avaliação do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) sobre as mudanças do clima no planeta, sábado, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, enfatizou as tendências de alterações permanentes na Amazônia ainda neste século.

- Se as mais severas projeções do painel se tornarem reais, muito da Amazônia será transformado em savana (cerrado, no Brasil) - alertou Ki-Moon, no encontro realizado em Valência, na Espanha.

O documento é voltado a formuladores de política de todo mundo e condensa, em 23 páginas, um trabalho científico que toma mais de 2 mil páginas. A Amazônia foi citada como exemplo do que o planeta deve evitar.

- Eu vi como a floresta úmida está sufocada. O governo brasileiro teme que o aquecimento global esteja inviabilizando seus esforços - disse Ki-Moon.

As citações surpreenderam, uma vez que o texto não inclui referência ao trabalho de governos específicos. A floresta foi citada em um quadro com exemplos regionais de impactos do aquecimento global. Ali, está escrito que, em meados do século, "o aumento da temperatura, associado à redução da água no solo, pode levar à substituição gradual da floresta tropical pela savana na Amazônia Oriental".

Na segunda-feira, Ki-Moon esteve no Pará para conhecer a floresta, onde encerrou um giro pela América do Sul. Na ocasião, foi criticado por ter se limitado a encontros protocolares, sem, efetivamente, observar a depredação do bioma.

Segundo a secretária de Mudanças Climáticas do Ministério do Meio Ambiente, Thelma Krug, a administração federal brasileira teme que a floresta não tenha tempo de se adaptar às mudanças do clima.

Fonte: Zero Hora- amazonia.org

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), encerrou nesta segunda feira (06), as atividades no lixão munic

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto