Porto Velho (RO) quarta-feira, 19 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Seagri destaca safra de café e reintegração da jazida de calcário


 
A Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri) divulgou nesta quarta-feira (6) o balanço das ações realizadas em 2009. Segundo o secretário da pasta, Carlos Magno, a secretaria encerrou o ano com saldo positivo e agrega isto às ações de políticas públicas sustentáveis e ao longo período de chuva, principalmente em relação a safra de café. “No café, além das chuvas, as orientações levadas aos produtores contribuíram para boa safra. Acredito que neste ano Rondônia passe a ocupar novamente o terceiro ou quarto lugar no ranking nacional, hoje estamos na sexta posição”, informou.

De acordo com o secretário, visando o futuro da agropecuária, o Governo do Estado investiu R$ 15 milhões em equipamentos na agroindústria. “Estamos pensando no Estado pós-usinas, incentivando os produtores a produzirem não só matérias-primas, mas sim o produto final e colocar a venda nos mercados”. Na perspectiva do secretário, daqui a alguns anos, a agricultura será o setor vital de Rondônia.

Mas, apesar do crescimento, o secretário comenta a pressão de ambientalistas e de ações contrárias ao setor produtivo no Estado. “É preciso cumprir a legislação ambiental, mantendo a harmonia, sem atingir a renda do produtor rural. A Seagri incentiva o aumento da produtividade, para que se produza com qualidade e se possa agregar valores aos produtos, sem degradar o meio ambiente”, conclui Magno.

Outra grande vitória, lembrou o secretário, aconteceu em outubro do ano passado, quando a jazida de calcário, localizada em Espigão do Oeste, após longas negociações do Governo do Estado, foi reintegrada à Companhia de Mineração de Rondônia, para o secretário, isso vai proporcionar melhores condições de trabalhos para os pequenos produtores, que necessitam do produto para ajudar na fertilização de suas propriedades.

Novos convênios para 2010

Para 2010, o secretário anuncia importantes convênios que serão gerenciados ainda no primeiro semestre, voltados para o setor da agropecuária. Três convênios de repasse de recurso foram assinados. Dois desses convênios totalizam o valor de R$ 33 milhões, repasse do Governo Federal.

O outro convênio, também assinado, foi feito através do programa Terra Legal, do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (Mapa), que vai repassar o valor de R$ 17 milhões. Segundo ele, mais R$ 16 milhões estão garantidos através do Ministério do Desenvolvimento Agrário (Mapa), repasse que será investido na tecnologia e assistência técnica aos produtores rurais.

Ainda segundo o secretário, um outro convênio deve ser firmado entra a Seagri e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), onde será viabilizado o repasse de R$ 2,5 milhões, que será investido em melhorias na estrutura da Secretaria. “A Sagri realiza trabalhos importantes na área ambiental, que ajudam os produtores, mas, para manter um bom trabalho, é preciso cuidar também da estrutura física da Secretaria, é o que vamos fazer”, finalizou.

Fonte: Decom

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat