Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Santo Antônio Energia realiza obras no Parque Ecológico


Gente de OpiniãoA Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema), firmou compromisso na tarde de ontem, terça-feira (18), com a Santo Antônio Energia, para investir cerca de R$ 1 milhão no Parque Natural, também conhecido como Parque Ecológico. O recurso é fruto de compensação ambiental e foi determinado pela Câmara Técnica do Ibama em Brasília. O secretário Edjales Benício de Brito (Sema) explica que todo recurso oriundo de compensação ambiental deve obrigatoriamente ser investido em unidades de conservação, como determina a lei. 
 
Disse, ainda, que parte do dinheiro será utilizado na recuperação do acervo biológico e reconstrução do museu existente nas dependências do Parque Natural. Outra parte servirá para reformar e ampliar a sua sede administrativa. Edjales faz questão de informar que as obras serão realizadas pela própria Santo Antônio Energia, mas fiscalizadas pela Sema e o Ibama. “O Ibama determina o valor e onde deve ser aplicado o dinheiro. Cabe ao Município determinar o que precisa ser feito”, esclarece o secretário. O secretário também agradeceu ao diretor de sustentabilidade do consórcio, Carlos Hugo Araújo e destacou outros investimentos feitos no setor de meio ambiente na capital rondoniense.
 
De acordo com Carlos Hugo, o respeito ao meio ambiente é uma das marcas do Consórcio Santo Antônio Energia. O investimento na unidade de conservação de Porto Velho faz parte dessa política empresarial e também representa o cumprimento de mais uma exigência legal feita pelo Ibama. Ele parabenizou a gestão do prefeito Mauro Nazif por ter registrado o Parque Natural no Sistema Nacional de Conservação para receber recursos destinados pelo Governo Federal.
 
Santo Antônio Energia realiza obras no Parque Ecológico - Gente de Opinião
 
Outros investimentos
 
Somente na atual administração, cerca de R$ 700 mil já foram investidos na unidade de conservação. Com esse dinheiro a prefeitura reformou o parque infantil, a área destinada para pique nique, melhorou a acessibilidade para pessoas com deficiência, comprou equipamentos e insumos destinados a reforma e manutenção do viveiro, equipamentos de multimídia e uma caminhonete, dentre outros.
 
O parque possui área de 390 hectares rica em biodiversidade. Além de variadas espécies de árvores, abriga animais como macacos, tracajás, tatus, cobras, antas, pássaros e peixes. O próximo passo será a construção 260 metros de arvorismo e uma torre de observação. “Nossa meta é dotar o parque da melhor estrutura possível para que seja referência de unidade de conservação na Amazônia”, afirma Edjales Benício.
 
Fonte: Augusto José

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir