Porto Velho (RO) quarta-feira, 1 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

RONDÔNIA - 143 focos de queimadas em um dia



Rondônia tem 153 focos de queimadas em apenas um dia; 40 estão em Unidades de Conservação


Os focos de queimadas registrados no primeiro dia de outubro alertam para o pior. O fogo avança para as terras de lei do Estado.

Daniel Panobianco – No último boletim do desmatamento divulgado essa semana pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Rondônia ocupa o terceiro lugar no ranking dos Estados que mais desmataram em agosto; E com essa noticia, o governo local comemora, pois à frente estão Pará e Mato Grosso, afinal, eles sim devem se preocupar.

Nas últimas 24 horas, o conjunto de satélites que monitora e detecta os focos de queimadas em toda a América do Sul deu a resposta, ainda mais agora período ápice das eleições municipais, onde o governo tem mais interesse em apoiar candidatos nos municípios que a lidar com situações preocupantes, como no caso, as queimadas que avançam a todo vapor floresta adentro. Os satélites detectaram ao todo 153 focos de queimadas em 24 horas em solo rondoniense colocando o Estado em primeiro lugar no ranking de queimadas nesta data.

O mais preocupante não são os focos de queimadas, pois isso todos sabem que colocar fogo em áreas de desmate ou de renovação de pastagem é mais do que comum e imperceptível por parte das autoridades, que teimam em dizer que não é possível fiscalizar todo o Estado, pois os verdadeiros culpados não são encontrados, como se a população local fosse desinformada em não saber que hoje, um foco de queimada com 30 metros quadrados no quintal de casa já é avistado pelos satélites; Isso prova mais uma vez a fragilidade e desleixo das autoridades no combate as queimadas ilegais em Rondônia.

A grande preocupação é com as Unidades de Conservação (UCs), que totalizaram somente nesta quarta-feira, 40 focos de queimadas em 6 diferentes UCs, sendo 27 apenas na Floresta Nacional do Bom Futuro, entre Porto Velho e Buritis, região mais devastada de Rondônia no momento.

Grande parte dos focos de queimadas localizada dentro da UC é em pequenas clareiras dentro da mata, o que responde a afirmação do Ministério do Meio Ambiente, de que os assentamentos do INCRA são sim os que mais desmatam na Amazônia na atualidade e em Rondônia não é diferente.

As UCs detectadas com focos de queimadas da 00:00 UTC do dia 01 a 00:00 UTC do dia 02 foram:

UC: Parque Nacional dos Campos Amazônicos
Município: Machadinho d' Oeste
Focos: 10

UC: Floresta Nacional do Bom Futuro
Município: Porto Velho
Focos: 14

UC: Floresta Nacional do Bom Futuro
Município: Buritis
Focos: 13

UC: Reserva Biológica do Jaru
Município: Machadinho d' Oeste
Focos: 2

UC: Parque Nacional dos Pacaás Novos
Município: Nova Mamoré
Focos: 3

UC: Parque Nacional da Serra da Cutia
Município: Guajará-Mirim
Focos: 1 
 

A resposta das autoridades que há décadas ouvimos é que vão melhorar o monitoramento e aplicar novas regras contra o desmatamento e as queimadas na Amazônia. A cada ano que passa a ladainha do governo só aumenta ao mesmo tom que os quilômetros desmatados de floresta virgem.

A realidade sobre a famosa frase "terra sem lei" sobre a Amazônia pesa nesse momento em que governos de diferentes âmbitos só sabem criticar uns aos outros, mas no tocante, a mata continua a ser queimada e derrubada. Afinal, se as verdadeiras áreas de lei da Amazônia estão nesse ritmo absurdo de desmatamento, acreditar que não existe mais salvação é pessimismo ou realidade?

Dados: CPTEC/INPE
Fonte: De olho no tempo

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre