Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

RONDÔNIA - 143 focos de queimadas em um dia



Rondônia tem 153 focos de queimadas em apenas um dia; 40 estão em Unidades de Conservação


Os focos de queimadas registrados no primeiro dia de outubro alertam para o pior. O fogo avança para as terras de lei do Estado.

Daniel Panobianco – No último boletim do desmatamento divulgado essa semana pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Rondônia ocupa o terceiro lugar no ranking dos Estados que mais desmataram em agosto; E com essa noticia, o governo local comemora, pois à frente estão Pará e Mato Grosso, afinal, eles sim devem se preocupar.

Nas últimas 24 horas, o conjunto de satélites que monitora e detecta os focos de queimadas em toda a América do Sul deu a resposta, ainda mais agora período ápice das eleições municipais, onde o governo tem mais interesse em apoiar candidatos nos municípios que a lidar com situações preocupantes, como no caso, as queimadas que avançam a todo vapor floresta adentro. Os satélites detectaram ao todo 153 focos de queimadas em 24 horas em solo rondoniense colocando o Estado em primeiro lugar no ranking de queimadas nesta data.

O mais preocupante não são os focos de queimadas, pois isso todos sabem que colocar fogo em áreas de desmate ou de renovação de pastagem é mais do que comum e imperceptível por parte das autoridades, que teimam em dizer que não é possível fiscalizar todo o Estado, pois os verdadeiros culpados não são encontrados, como se a população local fosse desinformada em não saber que hoje, um foco de queimada com 30 metros quadrados no quintal de casa já é avistado pelos satélites; Isso prova mais uma vez a fragilidade e desleixo das autoridades no combate as queimadas ilegais em Rondônia.

A grande preocupação é com as Unidades de Conservação (UCs), que totalizaram somente nesta quarta-feira, 40 focos de queimadas em 6 diferentes UCs, sendo 27 apenas na Floresta Nacional do Bom Futuro, entre Porto Velho e Buritis, região mais devastada de Rondônia no momento.

Grande parte dos focos de queimadas localizada dentro da UC é em pequenas clareiras dentro da mata, o que responde a afirmação do Ministério do Meio Ambiente, de que os assentamentos do INCRA são sim os que mais desmatam na Amazônia na atualidade e em Rondônia não é diferente.

As UCs detectadas com focos de queimadas da 00:00 UTC do dia 01 a 00:00 UTC do dia 02 foram:

UC: Parque Nacional dos Campos Amazônicos
Município: Machadinho d' Oeste
Focos: 10

UC: Floresta Nacional do Bom Futuro
Município: Porto Velho
Focos: 14

UC: Floresta Nacional do Bom Futuro
Município: Buritis
Focos: 13

UC: Reserva Biológica do Jaru
Município: Machadinho d' Oeste
Focos: 2

UC: Parque Nacional dos Pacaás Novos
Município: Nova Mamoré
Focos: 3

UC: Parque Nacional da Serra da Cutia
Município: Guajará-Mirim
Focos: 1 
 

A resposta das autoridades que há décadas ouvimos é que vão melhorar o monitoramento e aplicar novas regras contra o desmatamento e as queimadas na Amazônia. A cada ano que passa a ladainha do governo só aumenta ao mesmo tom que os quilômetros desmatados de floresta virgem.

A realidade sobre a famosa frase "terra sem lei" sobre a Amazônia pesa nesse momento em que governos de diferentes âmbitos só sabem criticar uns aos outros, mas no tocante, a mata continua a ser queimada e derrubada. Afinal, se as verdadeiras áreas de lei da Amazônia estão nesse ritmo absurdo de desmatamento, acreditar que não existe mais salvação é pessimismo ou realidade?

Dados: CPTEC/INPE
Fonte: De olho no tempo

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat