Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Recursos do BNDES para pequenos e médios pecuaristas da Amazônia


 
Lucia Leão

Os pequenos e médios pecuaristas da Amazônia que fornecem matéria-prima para grandes frigoríficos poderão ter acesso a recursos do BNDES, em condições facilitadas, para financiar projetos de modernização e regularização da sua produção. O anúncio foi feito há pouco pelo ministro Carlos Minc, que se reuniu com o presidente do Banco, Luciano Coutinho. Durante o encontro, eles discutiram também os detalhes do Fundo da Amazônia, a ser criado no próximo dia 17 por Decreto do presidente Lula e gerido pelo BNDES.

O financiamento para a modernização e adequação às exigências ambientais dos pequenos produtores da Amazônia será concedido por meio da linha de crédito "Empresa Âncora", em que a grande empresa da cadeia produtiva avaliza o financiamento concedido aos seus pequenos fornecedores. "Se o frigorífico é co-responsável pelos eventuais crimes ambientais cometidos pelos seus fornecedores, ele tem o maior interesse em regularizar a sua cadeia produtiva. E os pequenos produtores, que argumentam que não têm condições de cumprir a lei, terão acesso a um dinheiro barato para se modernizar e se adequar às exigências legais", informou Minc. A linha "Empresa Âncora" financia integralmente os projetos de modernização empresarial a juros de 7,15% (TJLP mais 0.9%).

Sobre o Fundo da Amazônia, Minc disse que a expectativa é de captar, em um ano, US$ 900 milhões ( a primeira doação, de US$ 100 milhões, será feita pelo governo da Noruega já em setembro) que serão aplicados de acordo com definição exclusiva do conselho administrador, integrado por representantes dos governos Federal e estaduais e representantes da comunidade científica e gerido pelo BNDES. "Os doadores não têm assento no Conselho nem interferem de qualquer forma na aplicação dos recursos. É uma decisão exclusivamente autônoma e soberana", frisou Minc. Paralelamente a esses investimentos, que serão a fundo perdido, Luciano Coutinho anunciou que O BNDES criará uma linha para financiar programas de desenvolvimento sustentável de empresas privadas.

Luciano Coutinho aceitou também o convite do ministro Minc de subscrever a carta de Compromisso Sócio-Ambiental, em que os bancos públicos e privados aceitam criar facilidades para financiar projetos sustentáveis e de desenvolvimento de tecnologia limpa. Coutinho disse que o Banco já trabalha nesse sentido e apresentou a idéia de ampliar o PMAE ( Programa de Modernização da Administração Estadual), que o BNDES já desenvolve com as áreas de arrecadação fiscal, para os órgãos ambientais dos estados e municípios. Minc se comprometeu a trabalhar junto ao Conselho Monetário Nacional para que esses recursos não entrem no limite de endividamento dos estados.

"O BNDES é um grande parceiro e temos que ampliar cada vez mais a nossa agenda comum", afirmou Minc, que já deixou agendado um novo encontro com Coutinho para tratar da "agenda ambiental cinza", de investimentos em saneamento, controle da poluição e outras questões relativas a qualidade ambiental em áreas urbanas.

Fonte: Ascom/MMA

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre