Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Raio mata 12 cabeças de gado em Rondônia


    
A volta da chuva ao interior do Estado foi acompanhada de ventos fortes e muitos raios. O maior registro de mortes de animais causados pelos raios em todo o Brasil é em Rondônia, com 64 cabeças de uma única vez.

Daniel Panobianco – A chuva forte voltou ao Estado de Rondônia. As previsões do inicio da semana, desacreditada por muitos, de fato foi confirmada entre a tarde desta quinta-feira e a manhã de hoje. Choveu, com intensidade em diversos municípios do Estado, principalmente na área central, entre Ji-Paraná e Cacoal, regiões que vinham sofrendo com uma longa estiagem de 89 dias.

Durante as primeiras trovoadas na noite de quinta-feira, uma seqüência de raios - descrita por muitos como assustadora – atingiu parte dos municípios de Ji-Paraná, Presidente Médici e Ministro Andreazza, além de boa parte do noroeste de Mato Grosso, regiões de Juína e Colniza.

Em Ministro Andreazza, pelo menos um acontecimento chamou a atenção e novamente expôs o perigo das descargas atmosféricas na Amazônia. Um único raio matou 12 cabeças de gado, que se abrigavam debaixo de uma árvore durante o temporal. O fato ocorreu em uma fazenda, já no limite de Ministro Andreazza com o município de Presidente Médici, próximo ao Núcleo Riachuelo, na rodovia RO-133, que liga o Núcleo ao Distrito de Nova Colina, em Ji-Paraná. Raio mata 12 cabeças de gado em Rondônia - Gente de Opinião

Normalmente, os animais, para se protegerem de um temporal, recorrem a dois pontos estratégicos de uma propriedade; Ou ao lado de uma cerca ou debaixo de árvores. Os dois conduzem eletricidade, a árvore mais ainda por ser o ponto mais elevado da área e como todos sabem, os raios procuram primeiro os pontos mais elevados para atingir e somente depois propagar a energia para o solo.

Em Rondônia, essa não é a primeira vez que casos de mortes de animais fulminados por raios acontece. Em 23 de março de 2006, durante uma forte chuva, um único raio foi capaz de provocar a morte de 64 cabeças de gado em uma propriedade no município de Monte Negro, distante 248 quilômetros de Porto Velho. Na ocasião, os animais estavam próximos de uma cerca lisa, corredor perfeito de energia de um raio. Esse é o maior registro de mortes de animais causados por raios em todo o Brasil.

Raio mata 12 cabeças de gado em Rondônia - Gente de OpiniãoTambém em 2006, outro grande prejuízo com os raios foi registrado em solo rondoniense; Em um sitio no município de Vale do Paraíso, distante 336 quilômetros da capital, 18 cabeças, entre vacas e cavalos morreram fulminados na hora após a queda de um raio sobre uma árvore que os abrigava. proprietário do gado disse que na hora em que o raio caiu fulminando os animais, a chuva não era intensa, porém os ventos estavam muito fortes e os raios "rasgavam" o céu a todo instante. "Foi o temporal de raios mais intenso que já vi em toda minha vida" relata o agricultor. O prejuízo, estimado em 20 mil reais, não poderia ser evitado.

Fonte: De olho no tempo

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat