Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Queimadas já destruíram 2 cidades de SP em reservas ambientais pelo Brasil



O clima seco deste inverno e as práticas ilegais de manejo da terra devem fazer de 2010 o ano com maior número de focos de incêndio do país da última década. E, apesar de o fim da temporada de queimadas ser esperado para as primeiras semanas de outubro, as queimadas já haviam destruído até a última quarta-feira (18) ao menos 3.450 km² de reservas ambientais federais no país - a área é equivalente a mais de duas vezes a cidade de São Paulo (1.522 km²). O diagnóstico é do Ministério do Meio Ambiente, que passou a centralizar os dados no começo desta semana para coordenar o combate ao aumento das queimadas nesta temporada. E esse número é ainda maior porque a estimativa do ministério não inclui as queimadas em reservas estaduais e propriedades particulares.

A previsão da pasta, em conjunto com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), é que os 235 mil focos de incêndios registrados até a última quarta-feira ultrapassem os 316 mil registrados ao longo de 2004, ano em que o país mais sofreu com o fogo na última década.

Os focos se concentram principalmente no norte do Centro-Oeste e no sul da região Norte e já aumentaram a poluição na região em até 20 vezes. Como muitas queimadas começam em propriedades privadas, os órgãos públicos ainda não sabem quantificar o tamanho da destruição causada pelos incêndios. De acordo com Wanius de Amorim, coordenador do Programa Nacional de Redução e Substituição do Fogo nas Áreas Rurais e Florestais, do Ministério do Meio Ambiente, os focos de incêndio são causados pela ação humana e começam geralmente de maneira controlada.

- O que causa essas queimadas nessa época do ano é uma combinação entre práticas ilegais e mau uso do solo. Os produtores acabam perdendo o controle do fogo e ele escapa da propriedade, atingindo outras regiões. E por causa da baixa umidade do ar e dos ventos, perde-se o controle.

A região mais atingida neste ano é o cerrado no Centro-Oeste, principalmente nos Estados de Mato Grosso e Tocantins. Neste mês, um incêndio destruiu 54 mil hectares de reserva florestal do Parque Estadual do Lajeado, em Palmas (TO) - a área equivale a 54 mil campos de futebol. Atualmente, o Parque Nacional do Araguaia, também em Tocantins, é a reserva mais atingida pelas chamas. De acordo com o Ibama, indígenas causaram o incêndio ao praticar uma queimada dentro da reserva.

(Fonte: De olho no tempo, com informações R7)
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Incra alerta população de Ji-Paraná e região sobre invasões  na reserva do PA Margarida Alves

Incra alerta população de Ji-Paraná e região sobre invasões na reserva do PA Margarida Alves

A superintendência do Incra em Rondônia alerta à população sobre as invasões ocorridas em áreas de Reserva Florestal em Bloco no projeto de assentam

Resíduos Sólidos: Logística reversa como solução para ampliar a reciclagem

Resíduos Sólidos: Logística reversa como solução para ampliar a reciclagem

Muito tem se falado sobre consumo consciente e descarte adequado do lixo. Iniciativas sustentáveis são observadas em diferentes cidades no mundo e sin

Sedam quer destravar processos de licenciamentos ambientais e dar celeridade às ações no estado

Sedam quer destravar processos de licenciamentos ambientais e dar celeridade às ações no estado

Com formação e especialização em Direito pela Escola da Magistratura, além de especialização em Gestão Pública, o novo secretário estadual de Dese

Sema realiza cadastro de prestadores de serviços ambientais em Porto Velho

Sema realiza cadastro de prestadores de serviços ambientais em Porto Velho

Quem não estiver registrado no Banco de Dados Ambientais não poderá levar resíduos para a lixeira na Vila PrincesaA Subsecretaria Municipal de Meio Am