Porto Velho (RO) domingo, 8 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Projeto para centro de referência indígena de Rondônia está entre 10 soluções brasileiras de impacto socioambiental positivo

Ele foi escolhido em seleção nacional realizada pelo GT Agenda 2030 e vai representar estado em exposição de ideias inovadoras em SP


Foto: Internet - Gente de Opinião
Foto: Internet

Ainda em fase de desenvolvimento, o projeto para construção de um Centro de Referência Indígena Ikolen e Karo, em Rondônia, já está colhendo bons frutos. Ele foi escolhido para compor a lista das 10 ideias inovadoras, desenvolvidas no Brasil, responsáveis pela produção de importante impacto socioambiental positivo. A seleção é do Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030, o GT Agenda 2030, que avaliou os trabalhos desenvolvidos em várias regiões do país após uma chamada pública que recebeu inscrições de todo o território nacionalA banca examinadora contou com a curadoria da REBRAPD - Rede Brasileira de População e Desenvolvimento, Casa Fluminense, Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), ONG Gestos/PE, Plan International Brasil, Bemtevi - Investimento Social e Instituto C&A.

 

Como prêmio a inciativa será levada para uma exposição, em São Paulo, que faz parte do 1º Seminário de Soluções Inovadoras, marcado para o próximo dia 8 de agosto. A exposição servirá para conectar os projetos selecionados a uma rede formada por investidores, fundações privadas, gestores/as públicos e, também, pessoas interessadas em fomentar soluções com alto potencial de melhoria das políticas públicas.

 

Promovido pelo GT Agenda 2030 e organizado pelo Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), o 1º Seminário de Soluções Inovadoras vai acontecer no B_arco Centro Cultural, que fica na Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, nº426, em Pinheiros, das 13h às 18h. A participação é gratuita e os interessados devem se cadastrar previamente através do site https://www.sympla.com.br/i-seminario-solucoes-inovadoras-do-gt-agenda-2030__576532.

 

São as soluções inovadoras que nos permitem enxergar para além dos problemas e imaginar um novo futuro possível. Não é fácil ver o horizonte quando estamos nos afogando. Alterar o modelo de produção e desenvolvimento vigente para um modelo de desenvolvimento sustentável exige um esforço coletivo e coordenado entre os diferentes setores da nossa sociedade”, afirma Carolina Mattar, coordenadora do IDS e uma das responsáveis pelo evento.

 

Entre os critérios que definiram os projetos escolhidos estavam a necessidade de a ideia inovadora contribuir para o alcance de um ou mais Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), poder ser replicada em larga escala e ter como protagonistas ou principais beneficiárias mulheres, principalmente negras, indígenas e quilombolas.

 

Segundo Carolina Mattar, “o Brasil possui múltiplas soluções potentes para desafios extremamente complexos sendo produzidas localmente, que, uma vez apoiadas pelo poder público e por investidores, podem ganhar escala e contribuir enormemente para atingirmos os ODS, cumprirmos a Agenda 2030 e assim alcançarmos uma sociedade, não apenas sustentável, mas também mais justa e menos desigual”.

 

O Centro de Referência Indígena Ikolen e Karo é um projeto de construção de um espaço que respeite a cultura de dois povos indígenas de Rondônia, possibilitando que fortaleçam suas identidades e criem ações de desenvolvimento sustentável local. A ideia é que o centro sirva de exemplo e venha a ser replicado com muitos outros povos indígenas no Brasil.

Também foram selecionados os projetos Arquitetas em Casa, da Ilha do Maranhão, na Região Metropolitana de São Luís (MA); o Costurando vidas,  - capacitação em costura, bordado e artesanato sustentável para mulheres, de Itabira (MG); o Circuitos de Comercialização Agroecológica, de fortalecimento da agricultura familiar, com funcionamento em seis estados da Rede Ecovida (SP, MG, BA, SC, RS e PR); Sistema Rac/Saf, de reutilização de águas cinzas do semiárido pernambucano; o Redes de Produção Agroecológica Solidária, de agricultura familiar e pesca artesanal do Território do Baixo Tocantins, no Pará; o  Mãostiqueiras, programa de reaproveitamento de lã de ovelha em Campos do Jordão (SP); o Teia da Sustentabilidade, de Icapuí (CE); o Aqualuz, que criou um dispositivo que utiliza luz solar para tornar potável água de cisternas (BA, CE, AL e PE) e  Plantando Jardins Filtrantes e Água Boa que abrange os municípios de Cotia, Embu das Artes e Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, com a questão do esgoto.

Mais Sobre Meio Ambiente

Desmatamento em área de reserva de Rondônia é denunciado pela União dos Proprietários de Imóveis Rurais do Setor Manoa, Gleba Rio Preto e Jaquirana

Desmatamento em área de reserva de Rondônia é denunciado pela União dos Proprietários de Imóveis Rurais do Setor Manoa, Gleba Rio Preto e Jaquirana

Uma área na Floresta Amazônica está sendo desmatada e destruída por invasores nos municípios de Porto Velho, Candeias do Jamari, Cujubim e Machadino D

Mais de 2 toneladas de lixo são retiradas do Rio Machado

Mais de 2 toneladas de lixo são retiradas do Rio Machado

Mais de duas toneladas de lixo foram recolhidas das margens do Rio Machado no último fim de semana, nos dias 15 e 16, em Ji-Paraná. A ação foi reali

Jaguatirica, raposas e cobras: Semma cuida e devolve à Natureza 14 animais silvestres em outubro com parceria de órgãos ambientais

Jaguatirica, raposas e cobras: Semma cuida e devolve à Natureza 14 animais silvestres em outubro com parceria de órgãos ambientais

No mês de outubro a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), atuou em diversos casos para resgate, cuidado e devolução de animais silvestres enc

Follador pede a IBAMA e SEDAM para Controlar a reproção de capivaras

Follador pede a IBAMA e SEDAM para Controlar a reproção de capivaras

A exemplo das Instruções Normativas nº 12/2019 e 03/2013, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) que decre