Porto Velho (RO) quarta-feira, 26 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Prefeito articula criação de plano para o desenvolvimento da piscicultura


 
Representantes de órgãos públicos e entidades privadas ligados ao meio ambiente e desenvolvimento agrário sediados em Porto Velho participaram nesta quinta-feira (4/3) de uma reunião na prefeitura para criar uma Agenda de Compromisso pela Redução do Desmatamento da Floresta e fortalecimento da Economia Local e da Cidadania, incluída na implementação do Programa Arco Verde no município. Lançado em novembro do ano passado, o Arco Verde tem por objetivo fazer uma “correção de rota” das ações dos órgãos públicos nas esferas municipal, estadual e federal para viabilizar o desenvolvimento sustentável e combater o desmatamento, segundo o representante do Ministério do Meio Ambiente na reunião, o gerente de Projetos do MMA, Luiz Rodrigues de Oliveira. 

Na ocasião, o prefeito Roberto Sobrinho propôs a articulação de órgãos públicos e entidades não governamentais para a criação e implementação de um plano municipal para o desenvolvimento da piscicultura em Porto Velho. Segundo o prefeito,”há a necessidade de se criar formas para desenvolver este setor, porque o município tem água de boa qualidade para a pesca e a aqüicultura e a formação do lago das UHE do Madeira vai potencializar esta atividade na Capital”.

Melhorias

Ainda durante a reunião ficaram definidas ações necessárias para melhorar as condições de vida para o homem do campo. Entre estas medidas destacam-se as seguintes: a articulação dos órgãos públicos para melhorar a prestação de assistência técnica; capacitação para o associativismo, cooperativismo e gestão rural; construção e recuperação dos 4.500 quilômetros da rede de estradas vicinais da capital; disponibilização de viveiros para o reflorestamento e a disseminação e compartilhamento de informações. Também ficou definido o incremento de discussões acerca da integração pecuária e floresta. 

As atividades do Programa Arco Verde já foram iniciadas em Porto Velho como o Programa Terra Legal, por meio do qual foram entregues 37 títulos de terra em União Bandeirantes e outros 69 na Gleba Jorge Teixeira; o georeferenciamento de parte da área urbana da cidade de Porto Velho e nos próximos 15 dias será iniciado o georeferenciamento nas área urbanas de União Bandeirantes e Jacy-Paraná. Ainda neste ano, todas as 13 glebas que formam o município de Porto Velho serão demarcadas, segundo informação do coordenador extraordinário de Regularização Fundiária da Amazônia em Rondônia, Aparecido Felis da Silva.

Fonte: Ana Aranda

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat