Porto Velho (RO) quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Prática de ações sustentáveis nas escolas


Thais Leitão
Agência Brasil


Prática de ações sustentáveis nas escolas - Gente de OpiniãoRio de Janeiro - Faltando pouco mais de uma semana para o início dos eventos oficiais da Rio+20, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, destacou hoje (4) o papel de cada brasileiro, principalmente de crianças e jovens, na promoção da sustentabilidade, inclusive por meio de iniciativas realizadas na própria escola.

A ministra falou a um grupo de alunos da rede municipal do Rio de Janeiro ao visitar o Green Nation Fest, festival interativo e sensorial que acontece na Quinta da Boa Vista, zona norte da capital fluminense, até a próxima quinta-feira (7).

Ao responder uma pergunta feita pela estudante Micaeli Marques, de 13 anos, aluna do Ginásio Carioca Anísio Teixeira, a ministra do Meio Ambiente citou práticas sustentáveis que podem ser implementadas pelas escolas. “É importante que as escolas de um bairro, por exemplo, se mobilizem para ações de reciclagem, de cuidado com as árvores”, disse Izabella Teixeira.

Outra ação importante, de acordo com a ministra, “é o estímulo à instalação de hortas para que se coma melhor, sem veneno. Façam hortas, plantem e consumam o que produzirem no lanche. Há várias dessas iniciativas no Brasil e fora dele, e com isso vocês contribuem para poupar água, para a segurança alimentar, para um uso melhor da energia”, enfatizou.

Izabella Teixeira visitou o evento acompanhada da embaixadora da Boa Vontade do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), a modelo Gisele Bündchen, e do diretor executivo do Pnuma, Achim Steiner. Ela conheceu as instalações do festival que simulam desastres ambientais, como a queimada em uma floresta.

“Se todos nós não entendermos [o que é a sustentabilidade], será impossível mudar o planeta, e todos nós somos parte desta construção. Ainda tem muita coisa para ser feita, mas são vocês, jovens e crianças, e nós, que começamos esse sonho lá atrás, que vemos com alegria que hoje isso [práticas sustentáveis] está no dia-a-dia das pessoas”, afirmou.

Ainda durante o evento, a embaixadora da Boa Vontade da ONU plantou uma muda de sapucaia, a primeira de 50 mil que serão utilizadas no reflorestamento do Parque Natural Municipal de Grumari, na zona oeste da cidade.

Gisele Bündchen também conversou com alunos da rede pública do Rio e destacou a importância de conscientizar principalmente as populações mais jovens sobre a responsabilidade de cada um na preservação do meio ambiente.

“A coisa mais importante que a gente pode fazer é conscientizar as pessoas sobre os impactos do ser humano no meio ambiente, então é muito legal que as crianças vejam isso de perto. Essa é a última geração que tem a opção de fazer diferença. Os recursos naturais são finitos e é preciso a gente se educar para fazer um futuro melhor pra todos nós”, disse a modelo.
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir