Porto Velho (RO) sábado, 22 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Porto Velho se mobiliza para comemorar o Dia Internacional do Meio Ambiente


Em comemoração ao “Dia Internacional do Meio Ambiente”, que acontece na próxima terça-feira, 05, a prefeitura de Porto Velho iniciou na última sexta-feira, 1º, a programação dos “08 Dias de Ativismo Verde – Semana do Meio Ambiente”. A solenidade abertura do evento aconteceu no auditório Agenor de Carvalho, da Ordem dos Advogados do Brasil, em Rondônia (OAB/RO). Em nome do prefeito da capital, Roberto Sobrinho, o secretário José Gadelha, da secretaria municipal do Meio Ambiente (Sema), saudou os presentes e os integrantes da mesa formada pelo coordenador nacional do Movimento dos Catadores, Alex Cardoso; a coordenadora do evento, Camila Azzi, da Sema, os secretários Bóris Alexandre, da secretaria municipal de Planejamento e Gestão (Sempla) e Ângela Aguiar, da secretaria municipal de Educação (Semed) e o cientista do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) Philip Fearnside.

O secretário Gadelha adiantou que o evento foi criado com o intuito de unir as programações alusivas à “Semana do Meio Ambiente” realizadas na cidade em um só calendário. “Com isso queremos mostrar não só ao estado ao país, mas ao mundo que em Porto Velho temos instituições que refletem e agem em defesa do meio ambiente percebendo suas ações e suas consequências para as gerações atual e futura”, frisou.
 

Participação

Camila Azzi, coordenadora dos 08 Dias de Ativismo, lembrou que a vasta programação que será desenvolvida nesses oito dias é aberta ao público e a intenção é fazer com que os portovelhenses se manifestem também. Para isso, a população terá um lugar de destaque na programação, participação e interação com os temas. A secretária da Semed, Ângela Aguiar, lembrou que a educação não poderia ficar de fora do evento, pois atua diretamente com os alunos com palestras educativas e orientações. “Esse é um momento de chamamento e a Semed faz parte desse movimento. Quando se fala em cuidar do meio ambiente, muitas pessoas pensam logo na floresta. Mas cuidar do meio ambiente e também cuidar da sua casa, da sua rua, do seu bairro, da sua cidade. É cuidar do lugar onde vivemos”, frisou.
 

Cartilha de Bacias Urbanas

O secretário da Sempla, Bóris Alexandre, aproveitou a ocasião para lançar a cartilha “Igarapés em Áreas de Risco e Inundação”, elaborada pela equipe técnica da secretaria, que faz parte das ações desenvolvidas pelo “Projeto de Gestão das Bacias Urbanas de Porto Velho”, que fez o mapeamento dos igarapés que cortam a cidade e levantou dados pluviométricos com o objetivo de estabelecer padrões para as chuvas que caem sobre a cidade.

O secretário adiantou o lançamento da cartilha será utilizada na campanha de educação ambiental do projeto, que tem a finalidade de proteger os igarapés urbanos, evitar alagações e, consequentemente, minimizar os riscos à população na estação chuvosa.
 

Satisfação

Já Alex Cardoso, do Movimento Nacional de Catadores, disse que o evento realizado pela prefeitura de Porto Velho é muito importante para o estado e para o país, e não escondeu sua satisfação de ver o trabalho realizado pela categoria que representa, como sendo uma atividade em defesa do meio ambiente. “Tivemos esse reconhecimento pelas mãos do presidente Lula que foi quem sancionou a lei que criou o Dia Nacional do Catador, comemorado no dia 5 de junho.
 

Alerta

Definir um programa energético que não leve em consideração apenas o lado econômico, foi o grito de alerta dado pelo cientista do Inpa, Philip Fearnside, ao se pronunciar na abertura dos 08 Dias de Ativismo Verde – Semana do Meio Ambiente. O pesquisador foi incisivo em afirmar que o país precisa decidir o que fazer com a energia que produz e também mencionou os efeitos nocivos que as hidrelétricas causam ao meio ambiente.

O assunto, inclusive, foi o tema da conferência proferida pelo cientista, logo após a solenidade de abertura. O secretário Gadelha lembrou ainda, que os 08 Dias de Ativismo Verde têm a parceria de mais de 40 instituições entre apoiadores, mobilizadores e realizadores dos vários segmentos da sociedade que estão somando esforços na realização das mais de 100 atividades organizadas em debates, palestras, oficinas, ações de plantio, atividades recreativas de interatividade com o meio ambiente, feiras e exposições, campanha porta a porta, pit stop e shows musicais com artistas da região Norte.

Fonte: Joel Elias

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat