Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Plantio de cana será restrito na Amazônia e no Pantanal


O Ministério da Agricultura quer restringir o plantio de cana-de-açúcar na Amazônia e no Pantanal.  Em um ano estarão prontos mapas de zoneamento que indicarão a época e os locais adequados ao plantio da cultura.  "Vamos ter um zoneamento da cana com um mapa de restrições, proibindo o cultivo da cana no bioma da Amazônia e do Pantanal, além de outros locais", afirmou o ministro Reinhold Stephanes.

O governo estuda dar incentivos para o plantio na cana-de-açúcar em áreas abandonadas, especialmente em pastagens degradadas.  Outro ação será o lançamento de certificações socioambientais, com garantias de método de produção adequado e justo, desde o plantio até a elaboração do produto final para exportação, que devem considerar inclusive as questões trabalhistas do setor de cana.  "Vamos certificar todo o processo desde o plantio até a exportação, passando pelas questões trabalhistas", afirmou Stephanes.

As medidas são uma resposta do governo às críticas de que a cana estaria avançando sobre áreas produtoras de alimentos e na região amazônica.  Os dados do último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a cana-de-açúcar, de maio, apontam a expansão da cultura na comparação da atual safra ante 2006/07: em Minas Gerais, houve aumento de 16,8% na área plantada; em Mato Grosso do Sul, 18%; e no Paraná, 25%.  O próximo levantamento deve sair em outubro, em meados da safra no Centro-Sul, que se encerra em novembro.  (Fabíola Gomes)

Agência Estado 

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre