Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

'Pirada' Realiza Ciclo de Oficinas em Tefé



Na ultima segunda-feira, 10, a equipe do projeto "pirada",  em parceria com a Secretaria do Estado de Educação do Amazonas (Seduc), deu inicio a mais um  ciclo de oficinas no município de Tefé. As atividades fazem parte do 2º ciclo  de oficinas educativas do projeto "pirada". As oficinas tem a finalidade de divulgar  o resultados das pesquisas  do projeto,  em  escolas de nove municípios do Estado do Amazonas.  Estas  cidades estão localizadas ao longo dos rios Solimões (Tabatinga, Tefé, Careiro da Várzea, Cacau Pirera, Iranduba, Manaus e Itacoatiara), Juruá (Eirunepé), Purus (Boca do Acre) e Madeira (Manicoré), onde  a atividade pesqueira de bagres migradores é mais intensa.'Pirada' Realiza Ciclo de Oficinas em Tefé - Gente de Opinião

O objetivo do projeto é estudar a genética populacional dos grandes Bagres Migradores da região – Piramutaba, Piraíba e a Dourada. Entre essas espécies ocorre uma das maiores migrações para peixes de água doce do mundo. Uma pequena parte do nome de cada espécie originou o título do projeto (PIRA de PIRAmutaba e PIRAíba e ADA de dourADA).O ciclo de oficinas educativas é uma atividade que visa promover uma interatividade entre o Inpa e a comunidade escolar. O projeto conta com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Para as escolas, foi elaborada uma programação didática especial, com a finalidade de integrar a diversão ao aprendizado. Além das oficinas, também  foi  feita uma demonstração de extração de DNA caseiro com frutas. Mas a grande sensação foi o Jogo Piradados.

O "Piradados" é um jogo desenvolvido pelo Laboratório Temático de Biologia Molecular (LTBM), no qual são utilizadas informações científicas, de maneira didática, levantadas pelo projeto "Pirada", voltado ao estudo dos grandes bagres migradores da Amazônia. O jogo apresenta aos estudantes, de maneira descontraída, como os bagres realizam seu ciclo de vida na Amazônia, além de  ser  uma ferramenta importantíssima no processo de difundir as informações sobre a genética dos bagres migradores.

Tatiana Dias
Radialista- DRT/AM 0001529

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat