Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

PESQUISADORES MAPEIAM NASCENTE DO RIO AMAZONAS


Foram necess�rios seis dias e cinco noites em meio a um clima in�spito, a 5,6 mil m de altitude, para que a primeira expedi��o cient�fica brasileira consolidasse a localiza��o da nascente do rio Amazonas na cordilheira de Chila, nos Andes do sul do Peru.

Os dados coletados indicam que a principal vertente come�a no Nevado Mismi a partir da Quebrada (c�rrego) Apacheta. Entre a nascente e o oceano Atl�ntico, o curso d'�gua ganha os nomes de Lloqueta, Apurimac, Ene, Tambo, Ucayali, Solim�es e Amazonas.

Segundo os pesquisadores, com esta localiza��o o rio pode chegar a 6.850 km de extens�o, embora seu comprimento possa variar ano a ano com os meandros da plan�cie amaz�nica.

"Atualmente, n�s do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), trabalhamos e testamos a hip�tese que o curso principal formador do Amazonas � a vertente da Quebrada Apacheta. � uma especula��o fundamentada", disse Oton Barros, que integra a Divis�o de Sensoriamento Remoto do Inpe e que participou da expedi��o.

Os trabalhos desenvolvidos pelo pesquisador no local inclu�ram estudos com imagens de sat�lite e modelos de eleva��o digital do terreno gerados com radar orbital.

Dificuldades - Barros destaca como principal dificuldade da miss�o a combina��o de altitude e clima. "� quase como uma miss�o espacial. Ficamos sujeitos � confus�o mental devido ao ar rarefeito".

Os integrantes da expedi��o passaram por um processo de aclimata��o Na cidade de Chivay no dia 23 de maio. Dois dias depois, seguiram em ve�culos 4x4 at� a encosta nordeste da Cordilheira de Chila, a cerca de 5 mil m de altitude, para a montagem do acampamento base 1. Durante sete dias, foram realizadas caminhadas para pontos diferentes da cabeceira do sistema.

Segundo Barros, esta foi a primeira de uma s�rie de expedi��es para avaliar a vaz�o do curso d�gua durante outros per�odos do ano. "O plano � de uma nova expedi��o em setembro, no per�odo de seca".

Outra possibilidade de estudo, que tem o apoio do governo peruano, � a instala��o de PCD's (Plataforma de Coleta de Dados) autom�ticas em diversos pontos para evitar a necessidade de deslocamentos mais freq�entes � regi�o da nascente. "Agora entendo como s�o t�o poucos os estudos deste local, ele n�o � inacess�vel, � inabit�vel", disse o pesquisador do Inpe.Grupo

O grupo foi formado por pesquisadores do Inpe - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estat�stica, ANA -  Ag�ncia Nacional de �guas e representantes do IGN - Instituto Geogr�fico Nacional do Peru. A expedi��o foi organizada pela RW Cine, dos documentaristas Paula Saldanha e Roberto Werneck.

"Estivemos em 1994 na verdadeira nascente do Amazonas como jornalistas. H� 12 anos, tentamos mobilizar as institui��es brasileiras para corrigir esse erro hist�rico. O Brasil ainda publica mapas que mostram o Amazonas nascendo no norte do Peru e ainda ensinam que � o segundo rio mais longo do mundo", disse Paula.

Pol�mica

A localiza��o da nascente, a cerca de 1 mil km no sentido sul da cabeceira do rio Mara�on, faz com que o rio Amazonas supere o Nilo, com 6.695 km, tamb�m em extens�o.Esta foi a primeira expedi��o � nascente do Amazonas com pesquisadores brasileiros. A National Geographic Society vem realizando pesquisas desde a d�cada de 70, al�m de ter promovido em 2000 uma expedi��o � regi�o em conjunto com a Smithsonian Institution.

Fonte: Ambientebrasil
 
 

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

As Forças de Segurança do governo brasileiro estão em ação conjunta ao redor e dentro da Terra Indígena Yanomami para impedir atividades criminosas

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

A parceria entre o Consórcio Público Intermunicipal de Rondônia (CIMCERO) e o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia tem incentivado junto as pre

Gente de Opinião Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)