Porto Velho (RO) sábado, 22 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Pesquisador da Embrapa diz que Brasil precisa ampliar cultivo de dendê



Ao participar de audiência pública na Comissão de Serviços de Infra-Estrutura (CI), nesta quarta-feira (28), o pesquisador da Embrapa Soja, Cesar de Castro, chamou a atenção para o potencial de produção de óleo extremamente elevado da palmeira dendê. A audiência foi realizada para discussão da proposta de um marco regulatório dos biocombustíveis .

Segundo César Castro, para atingir uma posição de liderança mundial na produção de biocombustíveis, o Brasil deveria buscar rapidamente ampliar a área plantada com dendê, que atualmente, de acordo com ele, é "insignificante" quando comparada com países do sudeste asiático como Malásia e Indonésia.

- O dendê produz em torno de 25 toneladas de cachos de frutos por hectare, que rendem cerca de cinco toneladas de óleo. Já um hectare de lavoura de soja produz apenas 500 quilos de óleo - disse.

Girassol

Com relação ao uso de outras oleaginosas para a produção de matéria-prima destinada à fabricação de biodiesel, César Castro apontou como promissores experimentos de cultivo de girassol desenvolvidos em Roraima. Segundo ele, naquele estado o ciclo de cultivo do girassol pode ser completado em até 76 dias, enquanto que no Rio Grande do Sul, por exemplo, dura 40 dias mais, chegando a quatro meses.

Pinhão-manso

Respondendo pergunta do senador Gilberto Goellner (DEM-MT), César Castro considerou como problema mais importante a ser contornado para a viabilização do uso do pinhão-manso para produção de biodiesel, os elevados custos de mão-de-obra incorridos durante a colheita.

Transferência de tecnologia

O pesquisador da Embrapa alertou ainda para a existência no país de um obstáculo importante na área de transferência de tecnologia entre as entidades de pesquisa e o setor produtivo. Caso essa dificuldade não seja resolvida, disse, o país poderá não conseguir aumentar na velocidade adequada a escala de produção de biocombustíveis.

Já o coordenador-geral de Açúcar e Álcool da Secretaria de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cid Jorge Caldas, outro convidado para o debate, recomendou a inserção no marco regulatório de biocombustíveis de um tratamento amplo de toda a cadeia produtiva, e não apenas dos produtos finais, como por exemplo álcool ou biodiesel.

Tratando do cultivo de cana-de-açúcar no Brasil, ele lembrou que o país, de acordo com levantamento do ministério, dispõe de 60 milhões de hectares para novos cultivos, possuindo atualmente apenas 8 milhões ocupados por essa cultura.

No final da audiência, o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), coordenador da reunião, informou que a CI receberá, pelo prazo de um mês, de contribuições via internet sobre o tema. 

Fonte: Agência Senado

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat