Porto Velho (RO) quarta-feira, 1 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

O golpe dos modelos; Onda polar perde intensidade



A onda polar avistada há mais de uma semana por todos os modelos de previsão numérica, tanto os de escala global quanto os regionais, perdeu intensidade na última rodada de avaliação.

A previsão inicial era de que a massa de ar frio, com características continentais provocaria acentuada queda de temperatura em todo o Estado de Rondônia, com mínimas em torno de 13°C em Vilhena e entre 15°C e 17°C no restante do Estado.

Na avaliação da 00UTC (20 horas, hora Rondônia), a temperatura pra Vilhena aumentou para 15°C e nas demais cidades, algo entre 18°C e 21°C.

Tal mudança radical e significativa de previsão deve-se a um sistema meteorológico que antes não era cogitado em aparecer durante o percurso desta onda polar. Um Vórtice Ciclônico (VC), sistema de baixa pressão em níveis médios da atmosfera (5000 metros) com ventos que giram no sentido horário e fortalecem áreas de baixa pressão em superfície 'travando' o ingresso do ar frio para latitudes menores.

Esse VC já está se configurando na Cordilheira do Andes, na altura de Santiago, no Chile e logo mais deve avançar para o nordeste da Argentina fechando uma baixa pressão à leste do Rio Grande do Sul. A chamada ciclogênese vai formar um ciclone próximo à costa gaúcha e o ar frio escoará mais para leste, de forma oceânica seguindo o litoral da Região Sul.

Desta forma, o ar frio que entrará pelo interior do continente será bem mais brando do que previsto inicialmente.
Isso também mostra como é díficil uma previsão de tempo a curto-médio prazo, quando a dinâmica da atmosfera deixa icógnitas.

Até mesmo o mais conceituado modelo norte-americano, GFS errou muito na intensidade do frio previsto no domingo e agora nas últimas 12 horas.

A queda de temperatura vai ocorrer. A frente-fria entra em Rondônia provocando chuvas, trovoadas, rajadas de vento, mas o ar frio mais significativo deve ficar restrito mesmo à fronteira com a Bolívia e ao Cone Sul.

A intenção do AMAZONIAOVIVO.COM é sempre buscar junto às instituições de pesquisas dados concretos, meticulosos, sem fatos que contrariem a realidade.

O erro foi dos modelos de previsão numérica, da Marinha Americana, do INMET, CPTEC/INPE e outros privados. Esses dados apontados desde a semana passada são aferidos apenas por meio de computação e não há intervenção dos meteorologistas para o diagnóstico mais real possível.

Até o momento, apenas a instituição SIPAM mantém a previsão de frio de 13°C para Vilhena.

Dados: INMET - CPTEC/INPE - Weather Inderground
Fonte: AMAZONIAOVIVO.COM

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre