Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Moradores da Vila Nova Teotônio transformam quintais em hortas


Os moradores da Vila Nova Teotônio estão realizando o plantio de legumes, verduras e frutas nos quintais de suas casas. As famílias já plantavam para consumo próprio jiló, pimentão, coentro, abóbora, melancia e mandioca, porém, queriam aumentar a produção e melhorar sua qualidade. Moradores da Vila Nova Teotônio transformam quintais em hortas  - Gente de OpiniãoNasceu então o projeto “Meu quintal, meu supermercado”, apoiado pela Santo Antônio Energia e que já conta com a participação de 12 famílias.

As famílias recebem assessoria técnica, desenvolvem novas formas de plantio, acrescentam sementes, realizam a produção de mudas em bandejas, fazem a adubação, além de outros cuidados especiais com as plantas. As informações são compartilhadas pela equipe de Assistência Agronômica da Santo Antônio Energia. “Incentivamos a diversificação da produção para que as famílias não precisem se deslocar até a cidade para a compra de alimentos que podem ser obtidos com o cultivo e o aproveitamento do terreno do reassentamento. Além disso, trocamos ensinamentos e métodos naturais para o controle de pragas e doenças como, por exemplo, o que utiliza água, extrato de fumo e sabão para combater pulgões, grilos, lagartas e moscas”, informa a Assistente Técnica Ambiental do programa, Priscila Ortiz. As famílias participantes receberam também calcário, para a correção da acidez do solo, e adubo orgânico.

Os resultados já estão aparecendo. As famílias estão colhendo salsinha, alface, tomate, almeirão, coentro, rúcula, rabanete e estão tendo sucesso no plantio de frutas como abacaxi, mamão, limão, laranja, cupuaçu e goiaba. Maria das Graças de Souza, de 60 anos, é uma das participantes e incentivadoras do projeto. Ela mora na Vila Nova Teotônio com o marido e o filho de 24 anos. “O trabalho e a parceria são maravilhosos porque garantem o sucesso da minha produção. Aprendi a semear nas bandejas e já sei a maneira correta de molhar as plantas. Agora me dedico bastante à horta que é uma atividade muito prazerosa”, declara a moradora. Se outras famílias se interessarem, o projeto pode ser ampliado para outras famílias moradoras da Vila Nova Teotônio.

Vila Nova Teotônio

A Vila Nova Teotônio foi construída especialmente para as pessoas que residiam na Cachoeira de Teotônio. Na vila vivem atualmente 48 famílias que estão desenvolvendo projetos na área de turismo, lazer, artesanato e culinária. O local possui espaços para esporte, lazer, passeios em bosques e restaurantes com comidas típicas. A Associação dos Moradores está desenvolvendo outras parcerias para divulgar e levar visitantes para conhecer e desfrutar de momentos de tranqüilidade às margens do rio Madeira.


 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir