Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Medidas vão beneficiar povos extrativistas da Amazônia



Sabrina Craide
Agência Brasil

Brasília - O governo federal anunciou hoje (29) medidas para beneficiar os  povos e comunidades extrativistas da região amazônica. Dentre os benefícios estão a destinação de R$ 223,2 milhões para a Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) e R$ 11,7 milhões para formação de extrativistas nos próximos dois anos. O anúncio foi feito no Assentamento Extrativista Vila do Tonhão (PA) pelas ministras do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, e pelo ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas,

Em 2014, a Ater deverá ser ampliada nos territórios beneficiados pelo Programa Bolsa Verde, com chamada pública no valor de R$ 48 milhões. Outra medida anunciada hoje é a destinação, até 2016, de R$ 120 milhões para garantir preços mínimos aos produtos extrativistas com base na ampliação da Política de Garantia de Preços Mínimos para Produtos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio) para as famílias extrativistas.

Também estão previstos investimentos no fortalecimento social e econômico de organizações extrativistas, em 2014, totalizando R$ 123 milhões. Para estimular a cidadania na floresta, foi determinado ao Ministério do Meio Ambiente e ao Ministério das Cidades que adotem os instrumentos necessários para viabilizar o uso da madeira para a construção de moradias no Programa Minha Casa, Minha Vida, além do acesso efetivo das populações extrativistas ao programa, garantindo o direito à moradia digna. Também serão destinados R$ 14 milhões para  aquisição de transporte escolar adequado para beneficiar e estimular a educação entre os povos da floresta e das águas.

O anúncio ocorreu dentro da programação do 2º Chamado dos Povos das Florestas, encontro organizado pelo Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS), entidade que representa, politicamente, o movimento social dos extrativistas do Brasil. O conselho foi criado em 1985, no 1º Encontro Nacional de Seringueiros, feito em Brasília. A entidade é resultado da articulação política do líder seringueiro Chico Mendes. Na ocasião, também foi lançada a publicação Brasil Sustentável - Políticas Públicas para os Povos da Floresta.

Mais Sobre Meio Ambiente

Tecnologista da Fiocruz visita Estação Ecológica Serra dos Três Irmãos da Sedam

Tecnologista da Fiocruz visita Estação Ecológica Serra dos Três Irmãos da Sedam

Mayna Silva e Ana Macedo recepcionou nesta quarta-feira (18) André Aguirre, tecnologista da Fiocruz de Rondônia, que fez uma visita técnica à sede d

Museu do Acervo Biológico de Porto Velho é reaberto

Museu do Acervo Biológico de Porto Velho é reaberto

Uma cerimônia marcou, na manhã desta quarta-feira (18), a reabertura do Museu do Acervo Biológico de Porto Velho, no Parque Natural Raimundo Paraguass

MPF requer informações sobre presença de empresa canadense em Ariquemes (RO) para explorar terras raras

MPF requer informações sobre presença de empresa canadense em Ariquemes (RO) para explorar terras raras

O Ministério Público Federal (MPF) enviou, nesta quarta-feira (11), ofícios à Agência Nacional de Mineração (ANM), ao governo de Rondônia e à Secreta

Sebrae firma parceria com Prefeitura para coleta seletiva em Porto Velho

Sebrae firma parceria com Prefeitura para coleta seletiva em Porto Velho

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia (Sebrae) acaba de conquistar uma vitória junto à Secretaria Municipal de Serviços Básico