Porto Velho (RO) domingo, 29 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Marina Silva defende necessidade de pecuária sustentável na Amazônia



Paula Laboissière
Agência Brasil 

Brasília - A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, dá entrevista a emissoras de rádio no estúdio da Rádio Nacional 
Brasília - A pecuária praticada na Amazônia brasileira deve primar pelo uso sustentável das terras em detrimento ao “modelo predatório” extensivo.

A avaliação é da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, ao falar do Plano Amazônia Sustentável (PAS), lançado ontem (8) pelo governo federal.

“Sem sombra de dúvidas, a pecuária tem uma atenção necessária. Não podemos continuar com o modelo predatório da pecuária extensiva, que garimpa nutrientes, derrubando florestas e queimando", disse.

"Você pode ter um uso racional das áreas que já foram abertas, com tecnologia da Embrapa, com recursos técnicos e conhecimento, o que possibilita dobrar a produção sem derrubar uma árvore", acrescentou.

Ao participar de entrevista a emissoras de rádio no estúdio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), em Brasília, a ministra destacou que a durabilidade dos pastos que adotam a pecuária extensiva é de, no máximo, dez anos.

Marina ressaltou ainda que a atividade extrativista na região amazônica também será contemplada pelo PAS, por meio de um plano de compras de produtos extrativistas. Segundo a ministra, mais de R$ 80 milhões serão investidos na compra de maquinário, realização de leilões e a abertura de uma linha de crédito para o manejo florestal.

"Não tem como todas as pessoas se transformarem em madeireiros. A Amazônia não tem condição de suportar atividades que não sejam feitas em bases sustentáveis."
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre