Porto Velho (RO) sábado, 16 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Incra atua no combate ao desmatamento em Rondônia


O superintendente do Incra em Rondônia, Luis Flavio Carvalho Ribeiro, declarou na manhã desta sexta-feira (08) que o órgão atua no combate ao desmatamento e regularização de terras, conforme sua atribuição legal, nas áreas de assentamentos da reforma agrária no estado. As demais áreas são da competência do programa Terra Legal, conforme a lei n° 11952/2009.

“Cabe ao Incra atuar em áreas de assentamentos criados pelo governo federal, ainda assim, estamos apoiando os demais órgãos no combate à irregularidade fundiária e ambiental no estado, como o programa Terra Legal e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam)”, frisou o superintendente.

Segundo a legislação, os projetos de assentamento (PA’s) do Incra devem ser criados em áreas já desmatadas. O órgão só pode criar assentamentos em áreas destinadas à conservação dos recursos naturais nas modalidades de Projeto de Assentamento Florestal (PAF) ou Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS).

“O Incra realiza um amplo trabalho para recuperação ambiental na reforma agrária. Contratou a Emater que em breve terá 151 técnicos em campo dando assistência técnica às famílias dos assentamentos, inclusive com recuperação das áreas degradadas. 60% dos PA’s estão com licença ambiental emitida pelo órgão responsável no Estado e os demais já estão com processos de licenciamento protocolados”, esclareceu Flavio Ribeiro.

A secretária de desenvolvimento ambiental de Rondônia, Nancy Rodrigues, disse que a Sedam e o Incra estão atuando em parceria para avançar no combate ao desmatamento através de políticas públicas eficazes para a área. “As causas do desmatamento são relacionadas à intensa mobilidade no estado, provocando a irregularidade fundiária e por consequência, a ambiental”, afirmou a secretária. O Incra está também elaborando propostas de compensação ambiental à Sedam para áreas degradadas em assentamentos.

Além dessas ações, o superintendente anunciou que está finalizando os preparativos para a assinatura de um termo de cooperação entre o Incra e o governo do estado que vai licenciar vinte mil propriedades rurais nos assentamentos através da aplicação do Cadastro Ambiental Rural (CAR). “O Incra está empenhado em combater o desmatamento nos assentamentos e proporcionar outras formas de ocupação e produção do espaço às famílias que ali residem, por isso tem uma grande parceria com o governo do estado e o Terra Legal para mudar a realidade de Rondônia”, afirmou.

Com o Terra Legal, que é o responsável pela regularização fundiária de terras públicas federais não destinadas na Amazônia Legal, a parceria do Incra abrange cessão de servidores e estrutura logística.

Fonte: Jeanne Machado
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir