Porto Velho (RO) quinta-feira, 9 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Ibama realiza a maior apreensão de quelônios do ano no Amazonas


Os fiscais do Ibama que participam da Operação Rio Branco, realizada no trecho do rio Negro entre o município de Manaus e a foz do rio Branco, no sul do estado de Roraima, apreenderam na madrugada de sexta-feira (6), uma embarcação de traficantes de quelônios onde foram encontrados 443 animais adultos, entre tartarugas, tracajás, iaçá e um jabuti, além de mais de 600 ovos de quelônios.

Os animais estavam acondicionados em sacos de poliestireno, amontoados uns em cima de outros. Os sacos estavam escondidos por pilhas de botijões vazios de gás de cozinha e dentro do porão da embarcação, sem ventilação. O que configura, além do tráfico, o crime de maus-tratos aos animais. Durante o resgate dos quelônios, os fiscais detectaram que sete deles já estavam mortos. O barco apreendido não tem nome nem registro na Capitania dos Portos do Amazonas.

O proprietário da embarcação, Gerôncio Oliveira, que é soldado da policial militar, foi multado em R$ 80.400 por infligir maus-tratos aos animais e R$ 540.000 pelo tráfico dos quelônios. Além das multas e da apreensão do barco com todos os equipamentos a bordo, o proprietário, junto com outros sete infratores que estavam a bordo, inclusive um filho de Gerôncio Oliveira, foram encaminhados à sede regional da Polícia Federal em Manaus, onde foram presos em flagrante pelos crimes ambientais e por formação de quadrilha, podendo pegar mais de três anos de cadeia cada um.

Foi justamente na área de confluência do rio Negro com o rio Branco, abrangida pela Operação Rio Branco, que traficantes de quelônios praticaram um atentado em novembro do ano passado contra servidores do Ibama, resultando em três fiscais baleados e um morto a tiros. O Chefe da Dicof, no Amazonas, Adilson Cordeiro, determinou que todas as abordagens da operação sejam feitas com cautela e sob a proteção de forte armamento, incluindo escopetas, pistolas e revolveres. Adilson pede à população que contribua com a natureza e com o Ibama, não comprando quelônios vindos da natureza e denunciando esse tipo de comércio pelo Linha Verde, que tem ligação gratuita pelo telefone 0800-618080.

O Superintendente do Ibama no Amazonas, Henrique Pereira, determinou a intensificação da fiscalização no rio Negro, onde a reprodução, desova e eclosão dos ovos desse tipo de animal nessa época do ano facilita a captura e tráfico desses animais, somado ainda ao aumento da procura pela aproximação das festas natalinas. Henrique Pereira ressalta que o Ibama tem trabalhado duro nos últimos 15 anos para que hoje mais de 50 criadores disponibilizem ao mercado de Manaus cerca de 200 mil quelônios para consumo, o que torna desnecessário o risco de ser multado e responder processo criminal por comprar tartarugas silvestres. “Manaus tem garantida a oferta de quelônios legalizados para o consumo, com preços menores que os praticados pelo mercado ilegal, além de não oferecer sérios riscos de multas e processos penais aos consumidores”, afirma o Superintendente do Ibama.

Todos os animais apreendidos com vida já foram examinados e soltos na mesma bacia hidrográfica de onde haviam sido capturados.

Marcelo Dutra
Ibama

Mais Sobre Meio Ambiente

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), encerrou nesta segunda feira (06), as atividades no lixão munic

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto