Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Governo e parceiros lançam 23ª Campanha contra a aftosa


O Governo do Estado realizará no próximo sábado (6), por meio da Agência Idaron, o lançamento da 23ª Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa, com o apoio do Ministério da Agricultura (Mapa) e o Fundo Emergencial de Erradicação da Febre Aftosa (Fefa). O evento está previsto para as 9h30, no Balneário Refúgio Ecológico do município de Alta Floresta, com a participação do governador Ivo Cassol, produtores rurais e autoridades convidadas.

De acordo com o presidente da Idaron, Lorival Amorim, Alta Floresta foi escolhido para o lançamento dos trabalhos por fazer fronteira com a Bolívia, país que aumentou a preocupação das autoridades e produtores rurais de Rondônia depois que o presidente Ivo Morales afirmou que não daria prioridade às ações de combate a esta doença. Lorival Amorim informou que a vacinação acontecerá de 15 de outubro a 15 de novembro, com previsão de imunizar todo o rebanho rondoniense, estimado em 11 milhões de cabeça de gado. A comunicação, que é obrigatória, deverá ser feita à Idaron até o dia 23 do próximo mês.

O presidente da Idaron fez questão de ressaltar que o Governo do Estado tem investido na sanidade animal, com recadastramento e incentivo à vacinação, mantendo o status de livre da aftosa por meio da vacinação e garantindo ao mercado produtos e subprodutos mais seguros, reconhecidos por organizações internacionais, como a OIE. Todo esse trabalho, na avaliação de Lorival Amorim, só tem sido possível “graças ao apoio incondicional do Fefa/RO, parceiro desde 1999, que sempre coloca à disposição da Idaron funcionários administrativos para substituírem os técnicos de campo da Idaron durante as campanhas, quando os escritórios ficam lotados de produtores apresentando declarações”.

Uma outra grande contribuição do Fefa às ações do Estado, conforme Lorival Amorim, ocorreu em 2004, durante a apresentação ao Mapa de um estudo sobre a ampliação da então zona livre de aftosa com vacinação e o novo limite da chamada zona tampão. “A Idaron só conseguiu ir a campo para fazer o levantamento agropecuário dessas duas regiões zoosanitárias graças ao apoio do Fefa, que auxiliou na construção de dois postos fixos na BR-319, beneficiando mais de 500 pequenos produtores que enfrentavam dificuldades para comercializarem seus animais e produtos em Porto Velho ”, explicou.

Amorim resumiu a atuação do Fefa, destacando o apoio ao Governo de Rondônia na fiscalização das áreas de fronteira, contratando pilotos de barco, disponibilizando funcionários e condições de logística para a vacinação bilateral entre Rondônia e o Departamento de Beni/Bolívia. Ele ainda reforçou que só a partir do próximo ano, com a contratação de mais 592 funcionários pela Idaron, é que o Fefa/RO poderá reduzir esses investimentos.

“Hoje temos a certeza que de que, sem esta parceria, não seríamos considerados exemplo de eficiência e segurança sanitária. Pois todos somos sabedores de que em Estados como Mato Grosso do Sul e Paraná, onde foram registrados os últimos casos de aftosa, não existe a mesma integração entre os órgãos estaduais, federais e a iniciativa privada, através do Fefa”, concluiu o presidente da Idaron aproveitando para convocar todos os produtores à segunda vacinação do ano, obrigatória para todos os bovinos.

Fonte: DECOM 

Gente de OpiniãoTerça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

EcoCast: série especial discute os desafios e oportunidades do mercado de carbono no Brasil

EcoCast: série especial discute os desafios e oportunidades do mercado de carbono no Brasil

Você sabe o que são os famosos créditos de carbono? E como eles funcionam, você sabe? Na série especial “Carbono: desafios e oportunidades” recebemos

Inovação e Sustentabilidade em Rondônia: UNIR e Eletrogoes Avançam na Pesquisa Florestal

Inovação e Sustentabilidade em Rondônia: UNIR e Eletrogoes Avançam na Pesquisa Florestal

O Grupo de Pesquisa de Recuperação de Ecossistemas e Produção Florestal, coordenado pelas Dra. Kenia Michele de Quadros e Dra. Karen Janones da Roch

Pesquisa estuda folha da Amazônia para substituição do mercúrio na extração de ouro

Pesquisa estuda folha da Amazônia para substituição do mercúrio na extração de ouro

Pau-de-balsa é uma espécie florestal nativa da Amazônia e já é utilizada de forma artesanal na Colômbia para extração de ouro.Agora, cinco instituiçõ

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Gente de Opinião Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)