Porto Velho (RO) quarta-feira, 19 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

FORÇA TAREFA EM MACHADINHO D'OESTE


Polícia Ambiental integra força-tarefa
enviada para Machadinho D´Oeste

O governador Ivo Cassol determinou a criação de uma força-tarefa constituída pelas polícias Civil e Militar e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) para investigar crimes ambientais, levantamento dos pátios, controle de estoque e levantamento de locais de plano de manejo nas regiões do município de Machadinho e Cujubim.

Próximo do município Colniza, no Mato Grosso, considerado um dos mais violentos do país, Machadinho do Oeste fica no chamado Arco do Desmatamento. Devido a intensa atividade ilegal na região, as operações são consideradas de alto risco para os agentes fiscais.

A formação do grupo foi motivada pelas denúncias feitas, envolvendo inúmeros crimes. Os órgãos estaduais envolvidos deram início a uma grande operação ambiental, com ações ininterruptas até o dia 15 de maio, em todo o Estado, começando pelos desmatamentos irregulares em áreas públicas e particulares.

De acordo com o comandante do Batalhão de Polícia Militar Ambiental, major Josenildo Jacinto do Nascimento, que encaminhou 30 policiais na operação, os infratores serão responsabilizados criminalmente, de acordo com os Artigos 38, 39, 40, 46 e 50 da Lei 9.605 e as multas podem chegar a R$ 50 milhões de reais, além de reclusão de 1 a 5 anos.
De acordo com os denunciantes, empresas fantasmas e empresários inescrupulosos se utilizam da pouca estrutura de fiscalização para burlar a legislação e ainda conseguem recuperar impostos.

A Polícia Ambiental na força-tarefa age sob o comando do sub tenente PM Lucindo Martins, em parceria com fiscais, engenheiros florestais e técnicos da Sedam, peritos e agentes da Decca.

A operação começa em Machadinho por ser considerada uma região crítica, haja vista ser a extração de madeira uma das principais fontes de renda no local.

Major Josenildo, o secretário da Sedam, Augustinho Pastore e o delegado da Decca (Delegacia Especializada Contra Crimes Ambientais) e Raimundo Mendes devem partir na madrugada desta quinta-feira até o local para reforçar as fiscalizações.

Fonte: Marlene Mattos

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat