Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Fiscalização nas cachoeiras assegura migração cardumes


Na cachoeira de Teotônio, a migração dos cardumes de peixes subindo, retribui o trabalho que a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), em conjunto com o Batalhão de Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, Delegacia Fluvial, Defesa Civil, Sema, Delegacia contra os Crimes Ambientais e Polícia Federal vem realizando no local. De acordo com o secretário da Sedam, Augustinho Pastore, o objetivo desse trabalho além da questão ambiental é de preservar a vida e transformar o local em uma área turística, onde as pessoas possam contemplar a natureza, observando a subida dos peixes.

A ação de fiscalização foi intensificada no período da seca, momento em que as águas do rio madeira baixam e surgem as cocheiras. Nos últimos cinco anos, cerca de 85 pessoas perderam suas vidas pescando nessas áreas de riscos. A partir do serviço de fiscalização, não foi registrado nenhuma vítima fatal.

Preocupados com essa situação e com a pesca predatória, praticada por pescadores profissionais e amadores, a Sedam e os demais órgãos do governo do Estado, uniram-se para demarcar, através da portaria nº 156/07 a área estabelecida pela Portaria Federal nº 08/96, Lei Estadual nº 1038/2002 e Dec. Estadual 10.227/2002, que proíbe a pesca nas modalidades  profissional e amadora a 200 metros acima e abaixo das cachoeiras e corredeiras.

A sedam esclarece que a pesca profissional e amadora não está proibida nas áreas fora do estabelecido na legislação. Para isso é necessário que o pescador esteja regularizado portando sua carteira de pesca. A população poderá adquirir o pescado diretamente dos comerciantes da própria comunidade.

Lixo - O acúmulo de lixos e peixes pequenos descartados ao longo das pedras, transformavam a cachoeira numa grande lixeira, gerando forte odor e atraindo urubus.  Essa ação tornava o ambiente impróprio para o turismo.

Hoje, com o trabalho conjunto desses órgãos, a área virou um atrativo turístico, o mau cheiro que antes exalava nas pedras, sumiu restando uma beleza natural que há muitos não se via, afirma Pastore.

O turista poderá levar a sua família para conhecer as belezas cênicas da cachoeira e desfrutar os variados  pratos oferecidos pelos restaurantes locais. Com essa iniciativa, o governo pretende transformar a cachoeira em área apropriada para turismo.

Para finalizar Pastore, disse que o aumento da concentração de peixes é fruto de um trabalho que a sedam vem fazendo nos últimos quatro anos em parceria com e BPA, ao longo dos rios Machado, Preto, Maicy e Madeira.

Fonte: Decom

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat