Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Descartado risco de cheia no rio Madeira



Com risco de cheia praticamente descartado, seca no rio Madeira começa a preocupar

 
Uma cheia severa está praticamente descartada para esse ano no rio   Madeira, enquanto a seca começa a entrar na pauta das discussões sobre o  rio nesse princípio de abril. Esses foram os aspectos levantados na  reunião de monitoramento do rio que aconteceu nesta quinta-feira (27) entre Defesa Civil, Marinha, CPRM, representante da Madeira Energia S/A, consórcio construtor da hidrelétrica de Santo Antônio e o Sistema de
Proteção da Amazônia (Sipam). 

Segundo os técnicos do Sipam, o nível do rio hoje é reflexo das chuvas que  ocorreram há dez dias em sua bacia, na Bolívia. Entretanto, como depois  parou de chover e a previsão para os próximos três meses é de normalidade,  a régua não deve subir muito daqui para frente. A tendência é que nível do  rio fique na média, mas ainda requer cuidado já que as máximas históricas  são registradas em abril. Assim, uma última reunião entre os parceiros foi  agendada para dia 30 de abril, quando se fará a avaliação de acertos sobre  os prognósticos de cheia para o Madeira e o rio Machado.

Seca 

JDescartado risco de cheia no rio Madeira - Gente de Opiniãoá a possível ocorrência de seca intensa, devido ao fato do Madeira ter  subido pouco em relação aos anos anteriores, também entrou em discussão. A  preocupação é a similaridade dos níveis desse ano com os registrados em  2005, quando houve uma seca histórica. Porém, naquele ano, o fator  determinante da seca foi o aquecimento das águas do Caribe, que causaram o  atraso da chegada das chuvas, que só começaram em novembro. Por isso, é  difícil comparar antecipadamente com esse ano. 

Para avaliar de perto a situação, uma reunião pré-seca ocorrerá em maio entre Sipam e defesas civis de Rondônia, Acre e Mato Grosso. 

Fonte: Vanessa Ibrahim

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir