Porto Velho (RO) domingo, 29 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

DESASTRE NO PERU É SENTIDO EM RONDÔNIA


Um terremoto de altíssima intensidade atingiu a costa do Peru na noite desta quarta-feira. De acordo com dados recebidos das estações da rede sismológica mundial, o evento atingiu a magnitude de 7.9 graus na escala Richter e ocorreu às 20h40, no horário de Brasília.
Daniel Panobianco - O epicentro foi localizado a 40 quilômetros de profundidade, sob as coordenadas 13.322S e 76.508W, aproximadamente a 43 quilômetros a oeste-noroeste de Chincha Alta e apenas 148 quilômetros a sul-sudeste da capital, Lima.
Avisos de tsunami estão em vigor para toda a costa oeste da América do Sul desde o norte do Chile até a Colômbia.
Às 09h02 (BRT) um novo abalo foi detectado a 71 quilômetros de Huancayo, próximo ao primeiro evento e foi seguido de um segundo evento, 17 minutos depois.
A Defesa Civil Nacional do Peru elevou a 337 o número de mortos no terremoto que atingiu a região na noite desta quarta-feira. O forte tremor deixou mais de mil feridos.
Segundo informações divulgadas pelo ministro da Saúde, Carlos Vallejo, a maioria das vítimas do terremoto é da cidade de Ica, que fica a 300 quilômetros ao sul da capital. O terremoto também sacudiu prédios na capital Lima e causou cortes de energia em algumas áreas.
O presidente do Peru, Alan García, transmitiu pela televisão local uma mensagem de condolências às famílias das vítimas.
Moradores de Manaus, capital do Amazonas, podem ter sentido o forte terremoto de 7,9 graus na escala Richter, que atingiu o Peru na noite de ontem. Segundo o Corpo de Bombeiros de Manaus, prédios altos com mais de dez andares do centro, zona sul e oeste, sentiram um tremor por volta das 20 horas. A Defesa Civil não informou se o abalo sísmico tem relação com o terremoto do Peru, mas existe a hipótese já que a capital do Amazonas está a cerca de 2.100 km de Lima, capital peruana. Em Manaus, não há informações sobre vítimas ou danos materiais.
Já em Rondônia, moradores de cidades que fazem fronteira com a Bolívia, como em Costa Marques e Guajará-Mirim, também relataram que a sensação de tremor foi sentida na noite de ontem. Em cidades que possuem construções maiores como Vilhena, Cacoal e Ji-Paraná, os relatos de lustres de luz e vidraças de casas tremendo é comentário geral hoje em Rondônia. A Defesa Civil estadual confirma que tal fenômeno possa ter ligação direta com a catástrofe ocorrida no Peru. Não há informações de vitimas em solo rondoniense.
Dados: INMET – Apolo 11
Fonte: De olho no tempo – Rondônia –
wwwdeolhonotempo.blogspot.com

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre