Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

DESASTRE NO PERU É SENTIDO EM RONDÔNIA


Um terremoto de altíssima intensidade atingiu a costa do Peru na noite desta quarta-feira. De acordo com dados recebidos das estações da rede sismológica mundial, o evento atingiu a magnitude de 7.9 graus na escala Richter e ocorreu às 20h40, no horário de Brasília.
Daniel Panobianco - O epicentro foi localizado a 40 quilômetros de profundidade, sob as coordenadas 13.322S e 76.508W, aproximadamente a 43 quilômetros a oeste-noroeste de Chincha Alta e apenas 148 quilômetros a sul-sudeste da capital, Lima.
Avisos de tsunami estão em vigor para toda a costa oeste da América do Sul desde o norte do Chile até a Colômbia.
Às 09h02 (BRT) um novo abalo foi detectado a 71 quilômetros de Huancayo, próximo ao primeiro evento e foi seguido de um segundo evento, 17 minutos depois.
A Defesa Civil Nacional do Peru elevou a 337 o número de mortos no terremoto que atingiu a região na noite desta quarta-feira. O forte tremor deixou mais de mil feridos.
Segundo informações divulgadas pelo ministro da Saúde, Carlos Vallejo, a maioria das vítimas do terremoto é da cidade de Ica, que fica a 300 quilômetros ao sul da capital. O terremoto também sacudiu prédios na capital Lima e causou cortes de energia em algumas áreas.
O presidente do Peru, Alan García, transmitiu pela televisão local uma mensagem de condolências às famílias das vítimas.
Moradores de Manaus, capital do Amazonas, podem ter sentido o forte terremoto de 7,9 graus na escala Richter, que atingiu o Peru na noite de ontem. Segundo o Corpo de Bombeiros de Manaus, prédios altos com mais de dez andares do centro, zona sul e oeste, sentiram um tremor por volta das 20 horas. A Defesa Civil não informou se o abalo sísmico tem relação com o terremoto do Peru, mas existe a hipótese já que a capital do Amazonas está a cerca de 2.100 km de Lima, capital peruana. Em Manaus, não há informações sobre vítimas ou danos materiais.
Já em Rondônia, moradores de cidades que fazem fronteira com a Bolívia, como em Costa Marques e Guajará-Mirim, também relataram que a sensação de tremor foi sentida na noite de ontem. Em cidades que possuem construções maiores como Vilhena, Cacoal e Ji-Paraná, os relatos de lustres de luz e vidraças de casas tremendo é comentário geral hoje em Rondônia. A Defesa Civil estadual confirma que tal fenômeno possa ter ligação direta com a catástrofe ocorrida no Peru. Não há informações de vitimas em solo rondoniense.
Dados: INMET – Apolo 11
Fonte: De olho no tempo – Rondônia –
wwwdeolhonotempo.blogspot.com

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat