Porto Velho (RO) terça-feira, 25 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Cheia do rio Juruá desabriga famílias em Marechal Thaumaturgo (AC)


 
As fortes chuvas que vêm caindo em afluentes do Juruá como Breu, Bajé, Riozinho Cruzeiro do Vale, Juruá-Mirim, Valparaíso e Paraná dos Mouras, fez com que o volume de água no principal rio da região subisse rapidamente. Na última medição, feita pelo Corpo de Bombeiros às 10 horas, em Cruzeiro do Sul, o Rio Juruá estava com 11,24m, em Marechal Thaumaturgo 11,10 m, e Porto Walter 9,75m. Porém, de acordo com o clima tempo, há previsão de chuva para este fim de semana na região, o que deixa em estado de alerta as autoridades da região.

O Corpo de Bombeiros enviou dois membros da corporação para Marechal Thaumaturgo que se juntam a membros da Defesa Civil do município para trabalhar no auxílio e socorro às vítimas da enchente. Até o momento já são sessenta e quatro famílias desabrigadas, de acordo com a corporação, sendo que 44 estão em abrigos públicos construídos pelo Governo do Estado e Prefeituras, e as demais em casa de parentes e amigos.

De acordo com o tenente James Clay, comandante do Corpo de Bombeiros na região, também foram deslocados dois bombeiros para Porto Walter. Ele disse que ainda não há notícias de famílias desabrigadas naquela região. Nesta quinta-feira o comandante do Corpo de Bombeiros se reuniu em Cruzeiro do Sul com a equipe do prefeito Wagner Sales e a Defesa Civil Municipal. O objetivo é traçar planos e estratégias para garantir o melhor atendimento a eventuais danos da enchente no município, que até o momento está sem famílias desabrigadas. O sub-comandante do Corpo de Bombeiros, Tenente Coronel Oliveira, disse que a equipe enviada ao Juruá deverá faer um trabalho de orientação principalmente às famílias ribeirinhas que podem ser afetadas com a vazante dos rios Amônia e Breu. "Nossa preocupação é colocar essas famílias em segurança", afirma.

Fonte: De Olho no Tempo

 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat