Porto Velho (RO) terça-feira, 7 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Calor bate recorde do ano em diversos municípios RO


Além da intensa poluição ocasionada pela fumaça das queimadas, temperaturas próximas de 40°C e a atmosfera extremamente seca, deram a sensação de desconforto em várias pessoas. O resultado foi uma quantidade absurda de gente amontoada em hospitais com problemas respiratórios e micoses.
Daniel Panobianco – Domingo de sol, tempo quente, seco e poluído em Rondônia. Uma combinação perfeita para muita gente sentir no corpo o grande desconforto térmico. Quem sentiu coceira, dor de cabeça, cansaço, além de dificuldade de respirar irritabilidade nos olhos, pode estar ciente de que a atual situação do tempo tem efeito de imediato no nosso organismo.
Mesmo proibidas por decreto judicial, as queimadas continuam a todo vapor em Rondônia. Somente entre sábado e domingo, mais de 300 focos foram detectados pelos onze satélites do CPTEC/INPE, sendo a maioria concentrados próximo ao rio Machado, em Machadinho d’ Oeste, em uma vasta área de desmate, não vista apenas pelos órgãos de fiscalização, pois todos sabem, mediante a tamanha tecnologia disponível, onde estão os focos existentes do momento.
A umidade relativa do ar chegou a 14% em Vilhena, segundo informações do aeroporto Brigadeiro Camarão. A OMS (Organização Mundial de Saúde) considera esse valor, entre 12% e 20%, como Estado de Alerta, devido aos riscos à saúde humana e animal. Vilhena também foi destaque não somente pelo tempo extremamente seco, digno de deserto, mas com pelo calor recorde, não registrado desde setembro de 2006. A máxima do dia foi registrada pouco depois das 15 horas, com 36,5°C também no aeroporto local. A maior temperatura já registrada em Vilhena é de setembro do ano passado, quando a mesma atingiu 37°C na cidade, considerada a com o melhor clima na Região Norte.
Em Porto Velho, o calor também foi latente, embora sem extremos. A máxima, também pouco depois das 15 horas chegou a 37°C no aeroporto Governador Jorge Teixeira, segundo dados de METAR e a 37,1°C na estação do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), localizada na Embrapa, Zona Sul da cidade. Os mesmos dados da plataforma do INMET apontaram para umidade relativa do ar de 24%, também colocando a capital de Rondônia em Estado de Atenção. A visibilidade nas primeiras horas do dia chegou marcar apenas 2000 metros, colocando em risco os meios de transporte.
Na região de Ji-Paraná, o calor chegou a 38°C, com umidade relativa do ar de 19% e visibilidade horizontal de 1600 metros.
Nesta semana, os dados das modelagens numéricas do CPTEC/INPE não apontam para mudança significativa do tempo em Rondônia. O sol deve continuar brilhando fosco entre a grossa camada de poluentes e os valores de umidade relativa do ar devem manter Rondônia, no mínimo, em Estado de Atenção. A partir de quinta-feira, a previsão é de instabilidades apenas no norte do Estado, onde pode chover nas imediações de Porto Velho.
Esse já é o ano mais seco já registrado em Rondônia, desde que as mediações começaram a ser feitas pelos centros de pesquisas. Dados: CPTEC/INPE – INMET – REDEMET
Fonte: De olho no tempo – Rondônia – www.deolhonotempo.com.br

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), encerrou nesta segunda feira (06), as atividades no lixão munic

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto